Feira da Agricultura mostrou em Santarém setor “moderno e dinâmico”

Feira da Agricultura mostrou em Santarém setor “moderno e dinâmico”

A administração da Feira Nacional da Agricultura (FNA) salientou o seu “orgulho” pela forma como decorreu o certame e pela “vitalidade” de um setor que, nos últimos nove dias, se mostrou “moderno, dinâmico e renovado”, em Santarém.

Na conferência de imprensa de balanço da 56.ª Feira Nacional da Agricultura/66.ª Feira do Ribatejo, Luís Mira, administrador do Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas (CNEMA, que organiza o evento), realçou a “alegria” demonstrada pelos ribatejanos, dado o sucesso do certame.

O também secretário-geral da Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) afirmou que a FNA se mantém “no patamar” dos 200.000 visitantes, este ano com um nível de participação “muito elevado em todos os dias” do certame, com o dia mais fraco a registar 11.700 entradas.

Luís Mira salientou as melhorias feitas no acolhimento aos visitantes, com o aumento das zonas sombreadas, e a satisfação dos expositores e patrocinadores com o retorno conseguido com a sua participação na FNA.

O representante destacou ainda a aposta feita na “sustentabilidade ambiental”, com a medida adotada este ano para reduzir os copos de plástico (através de copos reutilizáveis) a surtir efeitos, a par da melhoria na separação de resíduos, o que permitiu baixar os resíduos sólidos urbanos produzidos na feira das 67 para 51 toneladas.

“A Feira Nacional de Agricultura demonstrou que é um evento de grande vitalidade, mostrou aos visitantes uma agricultura moderna e com tecnologia de ponta e deu especial relevo ao setor do vinho, que adquiriu hoje um papel central na gastronomia moderna”, afirma o comunicado de balanço do certame.

A organização referiu ainda a relevância política do evento, que este ano voltou a contar com a presença do Presidente da República, do primeiro-ministro e de vários membros do Governo, bem como de líderes e dirigentes de vários partidos políticos.

Por outro lado, destacou a realização de 29 seminários, reuniões e encontros com a participação de especialistas, nacionais e estrangeiros, e a presença das principais marcas de máquinas e equipamentos agrícolas, bem como de instituições ligadas ao setor.

Esta foi ainda a primeira vez em que houve no evento um stand da Comissão Europeia.

No Salão Prazer de Provar realizaram-se provas temáticas de vinhos e de produtos regionais, com o auditório de cozinha ao vivo a acolher mais de 50 ações, e foram dados a conhecer os produtos premiados nos concursos nacionais promovidos pelo CNEMA entre dezembro e maio.

O CNEMA apontou ainda a presença de “uma assinalável mostra pecuária”, com diferentes raças autóctones, e as atividades equestres que decorreram no ringue do recinto, num evento que incluiu ainda uma zona de restauração e um variado programa de animação.

O presidente da Câmara de Santarém, Ricardo Gonçalves, igualmente membro da administração do CNEMA, salientou a “presença marcante” da capital do distrito, com um stand na entrada principal e a grande adesão dos escalabitanos no dia dedicado ao concelho (quinta-feira), com “mais de 14.000” entradas oferecidas pelo município.

Luís Mira saudou “o esforço” da Câmara de Santarém e a “resposta das pessoas”, desafiando todas as autarquias do distrito a usarem o espaço concedido pela FNA para a afirmação do Ribatejo.

Fonte: Sapo.pt

O artigo foi publicado originalmente em Gazeta Rural.

Comente este artigo
Anterior IV Gala Porco D’Ouro Portugal é em Porto de Mós
Próximo Costa com temas ambientais no debate quinzenal

Artigos relacionados

Dossiers

Agricultural labour productivity down by 4% in 2020

According to the latest data of economic accounts for agriculture (EAA), the index for agricultural labour productivity is estimated to have decreased in the European Union of 27 Member States (EU) in 2020 (-4%), after an increase in 2019. […]

Últimas

Desabafos à Srª Ministra da Agricultura e ao Sr Ministro do Ambiente – José Maria Amorim Falcão

A gestão de bacia do Rio Tejo rege-se há muito por regras que não servem nem o sector agrícola nem os parâmetros ambientais relacionados pelo menos com o conceito de caudal ecológico […]

Sugeridas

Calor na Madeira mantém incêndio activo há mais de 48 horas

Temperaturas altas, baixa humidade e vento forte não estão a ajudar os bombeiros. […]