Exportações de frutas e legumes nacionais chegam aos 1500 M€

Exportações de frutas e legumes nacionais chegam aos 1500 M€

[Fonte: Vida Rural]

As exportações de frutas e legumes portugueses já equivalem a um volume de negócios de 1500 milhões de euros. O número é avançado pela Portugal Fresh – Associação para a Promoção das Frutas, Legumes e Flores de Portugal, que diz ainda que o setor está perto de atingir uma faturação de 3000 milhões de euros, com as exportações a valerem 50% deste valor.

Gonçalo Santos Andrade, presidente da Portugal Fresh, refere que “as nossas previsões apontam para termos atingido em 2018, pela primeira vez, os 1500 milhões de euros em exportações”.

As exportações de frutas, legumes e flores alcançaram, entre janeiro e novembro de 2018, cerca de 1372 milhões de euros, subindo 1% face a igual período do ano anterior. “Este crescimento é prova da grande competência e persistência das empresas nacionais face às inúmeras adversidades registadas durante o difícil ano agrícola de 2018. Conseguir o feito de chegar aos 1500 milhões de euros nesta altura é algo que nos enche de orgulho”, diz ainda o presidente da Portugal Fresh.

Recorde-se que entre os próximos dias 6 e 8 de fevereiro, a associação vai marcar presença na Fruit Logistica, em Berlim, uma das maiores feiras dedicadas às frutas e legumes. Portugal contará com um stand de 495 metros quadrados, 37 empresas e organizações portuguesas.

As vendas nacionais de frutas e legumes para a Alemanha valeram 89,4 milhões de euros nos primeiros 11 meses de 2018, mais 1,3% que no período homólogoum crescimento que tem sido suportado pelo Lidl Portugal, que tem apostado na exportação de produtos portugueses para os supermercados Lidl da Alemanha.

Atualmente, Espanha, França, Reino Unido, Holanda e Alemanha perfazem o Top 5 dos maiores mercados das exportações nacionais. Juntos, estes cinco mercados representam 67% do total das exportações do sector.

Comente este artigo

O artigo Exportações de frutas e legumes nacionais chegam aos 1500 M€ foi publicado originalmente em Vida Rural

Anterior Capoulas Santos garante que as “medidas agro-ambientais estão asseguradas”
Próximo Arranca la PAC más tecnológica: CCAA cambian los controles sobre el terreno por la monitorización con satélites

Artigos relacionados

Nacional

Abriu-se o caminho para o Alho da Graciosa atingir outros mercados

[Fonte: Voz do Campo]

A llha Graciosa situa-se no grupo Central do Arquipélago dos Açores e caracteriza-se por possuir um relevo bastante plano. Sendo uma ilha essencialmente agrícola a cultura do alho há muito ali está enraizada mas numa lógica de produção mais interna. […]

Últimas

Trabalhadores do INEM recebem mais 20% por trabalho suplementar durante Fase Charlie

Lisboa, 22 jun (Lusa) — Os trabalhadores do INEM vão receber mais 20% pelo trabalho suplementar prestado durante a vigência da Fase Charlie do dispositivo especial de combate a incêndios florestais, anunciou hoje o governo.

Comente este artigo
#wpdevar_comment_5 span,#wpdevar_comment_5 iframe{width:100% !important;} […]

Últimas

Dominado incêndio florestal no Alandroal

[Fonte: Expresso]

O incêndio florestal que deflagrou esta segunda-feira à tarde no concelho de Alandroal, distrito de Évora, envolvendo mais de 180 operacionais e sete meios aéreos no combate às chamas, já está dominado, disse fonte da Proteção Civil.
A fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Évora adiantou à […]