Eucalipto ganha terreno ao pinheiro-bravo e ao sobreiro

Eucalipto ganha terreno ao pinheiro-bravo e ao sobreiro

O eucaliptal já ocupa mais de um quarto da floresta nacional. Pinheiro-bravo perdeu 10,5% da área em dez anos. São dados do Inventário Florestal Nacional de 2015, um retrato do país que não reflecte o impacto dos incêndios de 2017, sobretudo nas áreas de pinho, onde a redução pode ser ainda maior.

Há uma década, o eucalipto tornou-se a principal espécie na floresta portuguesa. Agora, os dados de 2015 (ainda provisórios), recolhidos no âmbito do novo Inventário Florestal Nacional (IFN), e fornecidos ao PÚBLICO pelo Ministério da Agricultura, mostram que está a consolidar a sua posição — já ocupa mais de um quarto do território. Enquanto isso acontece, o pinheiro-bravo e o sobreiro, as outras duas principais espécies em Portugal, perdem terreno.

Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em Público .

Anterior Associações criticam abate de árvores em Aveiro
Próximo Há dois anos, 10% da floresta ardeu. Só 35 mil hectares foram rearborizados

Artigos relacionados

Últimas

Pedrógão Grande: o resgate errado

Dois anos após os trágicos acontecimentos na região de Pedrogão Grande, Castanheira de Pera e Figueiró dos Vinhos é visível neste território um cenário desolador, […]

Nacional

ASAE apreende vinho “Pêra-Manca” falsificado em Braga

Foi em Braga que a ASAE encontrou um homem a vender vinho Pêra-Manca falso. Apreendeu apenas 2 garrafas, mas ainda assim estavam a ser vendidas por 200 euros cada. […]