EDP faz ultimato sobre Fridão: ou pagam ou a barragem avança

EDP faz ultimato sobre Fridão: ou pagam ou a barragem avança

Empresa liderada por António Mexia contraria ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes e fala em “situação de impasse” criada pelo Governo.

A barragem de Fridão é, oficialmente, uma nova batalha de muitos milhões de euros travada entre o Estado e a EDP. Na quarta-feira, um dia depois de Matos Fernandes anunciar no Parlamento que o projecto estava morto por “desinteresse” da empresa, e de sustentar que, por esse motivo, não haveria razões para devolver os 218 milhões pagos em 2008 pela exploração de Fridão, a EDP reagiu com um ultimato ao Governo, em que volta a pôr em cima da mesa a construção da barragem.

 
Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em Público.

Anterior BE reclama aumento de apoios da UE para os Açores
Próximo Azeite alentejano reconhecido no Japão

Artigos relacionados

Últimas

Postos de vigia contra incêndios entram em funcionamento com 288 vigilantes

Os 72 postos de vigia para prevenir e detetar incêndios vão entrar esta terça-feira em funcionamento com 288 vigilantes, segundo o Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais deste ano. […]

Nacional

CAP diz que “subida do SMN não pode ser definida apenas por decreto” e exige contrapartidas

No dia em que arranca a discussão sobre os futuros aumentos do salário mínimo nacional (SMN), o presidente da Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) frisa que tal subida “não pode ser definida apenas por decreto”. […]

Comunicados

Syngenta reforça portfólio de soluções Pós-Colheita

A Syngenta está a realizar um investimento importante no reforço do seu portfólio com novas soluções fungicidas para controlo das doenças de conservação em fruta e legumes. […]