Cotações – Suínos – 11 a 17 de outubro de 2021

Cotações – Suínos – 11 a 17 de outubro de 2021

As cotações médias, mais frequentes, de porco classe E e de porco classe S, à entrada no matadouro, desceram 0,04 e 0,05 €/kg Peso Carcaça, respetivamente. A cotação média, mais frequente, de leitão até 12 kg, à saída da produção, desceu 0,05 €/kg Peso Vivo.

Região Entre Douro e Minho

Na área de mercado Entre Douro e Minho Regional a oferta e a procura foram médias e sem dificuldade de escoamento.Manteve-se a forte concorrência de produto importado. Relativamente ao porco classe E, 57%, e classe S, > 60%, as cotações mínimas, à entrada no matadouro, desceram 0,08 €/kg Peso Carcaça, as máximas, desceram 0,04 e 0,06 €/kg Peso Carcaça, respetivamente e as mais frequentes, à entrada no matadouro, desceram 0,04 e 0,05 €/kg Peso Carcaça, respetivamente. Com exceção das referidas houve manutenção de cotações.

Região Beira Litoral

Na área de mercado Beira Litoral, os suínos classe E, 57%, e classe S, > 60%, os valores das cotações seguiram a tendência de descida nas bolsas de Montijo e de Lérida. A oferta foi média e a procura foi média/baixa. Consumo interno fraco. E continuou uma situação muito marcada pela China (não estava a importar o que seria expectável da Europa).

A oferta de leitão estava forte (Mercado Nacional e Externo). A procura foi fraca, normal para a época. Maior procura no leitão específico de assar. Algum leitão a ser congelado (armazenagem normal para natal e passagem de ano). Importação de Espanha, Holanda e Bélgica.
As cotações, mínima, máxima e mais frequente, de porco, classe E, 57 %, e de porco classe S, > 60 %, à entrada no matadouro, desceram, 0,05, 0,04 e 0,08 €/kg Peso Carcaça, respetivamente. A cotação mínima de Leitão, < 12 kg, à saída da produção, desceu 0,08 €/kg Peso Vivo.
Com exceção das referidas houve manutenção de cotações na região.

Região Beira Interior

Na área de mercado Beira Interior a procura foi baixa e a oferta foi média. As cotações que se alteraram, seguiram a tendência de descida das Bolsas, Lérida e Montijo.

As cotações, mínima, máxima e mais frequente, de porcos, classe E e classe S, à entrada no matadouro ,desceram, 0,05, 0,04 e 0,08 €/kg Peso Carcaça, respetivamente.

Houve manutenção de todas as outras cotações na região.

Região Ribatejo e Oeste

Na área de mercado Ribatejo e Oeste, a oferta foi média e a procura foi baixa.

As cotações, máxima e mais frequente, de porcos, classe E, 57 %, e de classe S, > 60 % ,à entrada no matadouro, desceram, 0,11 e 0,04 €/kg Peso Carcaça, respetivamente. A cotação mínima, no caso do porco, classe E, à entrada no matadouro, desceu 0,05 €/kg Peso Carcaça, e no caso do porco, classe S, à entrada no matadouro, desceu 0,04 €/kg Peso Carcaça. A cotação, mais frequente de leitão, < 12 kg, à saída da produção, diminuiu 0,08 €/kg Peso Vivo.

Na região as restantes cotações não se alteraram.

Região Alentejo

Nas áreas de mercado Alto Alentejo e Baixo Alentejo, a oferta foi média e a procura foi média/baixa. Nestas áreas de mercado não houve grande movimentação, só alguma procura de leitões, porem foi relativamente reduzida. Na área de mercado Alto Alentejo houve manutenção de cotações, à exceção das cotações, mínima, máxima e mais frequente, de porco, Raça Alentejana, DOP, (presunto que subiram 0,05 €/kg Peso Carcaça. Na área de mercado Baixo Alentejo houve manutenção de cotações.

Na área de mercado Alentejo a procura foi média/baixa e a oferta foi muito alta. Grande incerteza nos mercados internos e externos, situação preocupante para a produção. Muita oferta interna e externa e pouca procura essencialmente externa. Mercado em desequilíbrio.

Na área de mercado Alentejo, as cotações, máxima e mais frequente, de porco, classe E, 57 %, e de porco classe S, > 60 %, à entrada no matadouro, desceram, 0,02 €/kg Peso Carcaça, e as cotações mínimas, à entrada no matadouro, desceram 0,05 €/kg Peso Carcaça.
A cotação, mais frequente de leitão, < 12 kg, à saída da produção, diminuiu 0,08 €/kg Peso Vivo.

Exceto as referidas as restantes cotações não se alteraram.

→ Aceda aqui às cotações ←

Cotações – Suínos – 4 a 10 de outubro de 2021

Comente este artigo
Anterior Cotações - Ovinos e Caprinos - 11 a 17 de outubro de 2021
Próximo Transição Ambiental - Pedro Vaz

Artigos relacionados

Últimas

Número de detidos por incêndio florestal está a cair. Este ano foram 51

Desde o início do ano até esta quarta-feira, a Guarda Nacional Republicana (GNR) deteve 51 pessoas por atearem fogos em zonas florestais, […]

Últimas

Seminário: “Carne q.b. – Consumidor esclarecido” – 16 de outubro – Lisboa

A APIC irá organizar com a Faculdade de Medicina Veterinária de Lisboa e com o apoio da ZOETIS, o seminário “Carne q.b. – Consumidor esclarecido”, no próximo dia 16 de outubro […]

Internacional

UN Food Systems Summit: Biotechnology key to meeting zero hunger goals

Agricultural biotechnology is a crucial tool for  transforming global food systems to meet the United Nation’s goal of ensuring zero hunger by 2030, say […]