Cotações – Ovinos e Caprinos – Informação Semanal – 3 a 9 Fevereiro 2020

Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas

Ovinos

Após a ligeira descida generalizada registada na passada semana (-2 a -9 cêntimos / Kg), as cotações médias nacionais dos borregos analisados, de <12 Kg, 22-28 Kg e de >28 Kg, não registaram quaisquer alterações.

Na Beira Interior a oferta de borrego foi relativamente fraca na área de mercado da Guarda, média na Cova da Beira e relativamente abundante em Castelo Branco; a procura foi fraca na Cova da Beira, relativamente fraca em Castelo Branco e média na Guarda. Apesar da oferta ter diminuído na Guarda, as cotações dos borregos de <12 Kg mantiveram-se estáveis nas três áreas analisadas.

Beira Litoral

Na Beira Litoral a oferta e a procura de borrego foram muito fracas nas duas áreas de mercado, Coimbra e Viseu. Manutenção das cotações dos borregos de <12 Kg nas duas áreas.

Ribatejo e Oeste

No Ribatejo e Oeste, na área de mercado do Ribatejo, a oferta e a procura de borrego foram fracas. Estabilidade generalizada de cotações.

Alentejo

No Alentejo a oferta de borrego foi relativamente fraca nas áreas de mercado do Alentejo Litoral e Estremoz e média nas restantes áreas; a procura foi relativamente fraca em Estremoz, média no Alentejo Litoral, Alentejo Norte, Elvas e Évora e relativamente animada em Beja. Estabilidade generalizada das cotações dos borregos de todas as classes de peso.

Trás-os-Montes

Em Trás-os-Montes a oferta e a procura de borrego foram relativamente fracas. Estabilidade de cotações dos borregos de <12 Kg e de 13 a 21 Kg nas três áreas de mercado, Alto Tâmega, Terra Fria e Terra Quente.

Caprinos

Na semana em análise as cotações médias dos cabritos de <10 Kg mantiveram-se estáveis em relação à semana anterior nas três regiões, Beira Interior, Beira Litoral e Trás-os-Montes.

Na Beira Interior a oferta de cabrito foi relativamente fraca nas três áreas de mercado analisadas, Cova da Beira, Guarda e Sertã; a procura foi relativamente fraca na Sertã e média na Cova da Beira e na Guarda. A oferta diminuiu na Guarda, mas apesar disso, as cotações dos cabritos de <10 Kg mantiveram-se estáveis nas três áreas referidas.

Beira Litoral

Na Beira Litoral a oferta e a procura de cabrito foram muito fracas nas duas áreas de mercado analisadas, Coimbra e Viseu. Em Coimbra, apesar da procura ter apresentado um ligeiro acréscimo nas duas últimas semanas, a cotação mín. dos cabritos de <10 Kg sofreu uma redução, -50 cêntimos / Kg.

Trás-os-Montes

Em Trás-os-Montes a oferta e a procura de cabrito foram relativamente fracas. As cotações dos cabritos de <10 Kg mantiveram-se estáveis nas três áreas de mercado analisadas, Alto Tâmega, Terra Fria e Terra Quente.
No Ribatejo e Oeste, na área de mercado do Ribatejo, a oferta e a procura de cabrito foram fracas. Completa estabilidade de cotações.

Alentejo

No Alentejo a oferta de cabrito foi fraca na área de mercado de Estremoz e relativamente fraca no Alentejo Norte; a procura foi fraca em Estremoz e relativamente fraca no Alentejo Norte. Estabilidade de cotações dos cabritos, de <10 Kg e de >10 Kg, nas duas áreas de mercado referidas.

Todas as cotações aqui.

Agricultura e Mar Actual

Comente este artigo
Anterior MobFood reúne parceiros no INL e UMinho para levar inovação ao sector agroalimentar
Próximo Expojardim/ Urbangarden 2020 abriu portas no Norte do País pela primeira vez

Artigos relacionados

Nacional

João Castro quer rotulagem do leite o mais breve possível

Durante a audição do ministro Capoulas Santos na Comissão Parlamentar de Agricultura e Mar, João Castro lembrou que tal só foi possível por iniciativa do atual Executivo. […]

Últimas

UTAD lidera laboratório Inov4Agro que quer promover agricultura sustentável

A Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) lidera o laboratório associado Inov4Agro que quer promover a agricultura inteligente, a adaptação às mudanças climáticas e […]

Dossiers

6º Inventário Florestal Nacional – IFN6

Está concluído o 6º Inventário Florestal Nacional (IFN6), uma peça fundamental para a implementação da Reforma da Floresta iniciada em 2016. Os trabalhos de fotointerpretação terminaram de final de 2018, contudo os dados finais só foram entregues neste mês. […]