Cotações – Aves e Ovos – 4 a 10 de outubro de 2021

Cotações – Aves e Ovos – 4 a 10 de outubro de 2021

Aves

A cotação média mais frequente de frango, 65 %, 1,1 a 1,3 kg, aumentou 0,05 €/kg Peso Carcaça. A cotação média mais frequente de frango, vivo, 1,8 kg, aumentou 0,05 €/kg Peso Vivo.

Na região Beira Litoral, na área de mercado Beira Litoral, a procura de frango, especialmente de churrasco foi grande, devido às condições atmosféricas que foram favoráveis ao consumo, assim como o facto da semana ter tido um feriado. Continuaram a ocorrer exportações para Espanha. A oferta foi suficiente. Os preços terão tendência de subida. Os operadores queixavam-se de que os custos dos factores de produção estavam muito elevados. No mercado da produção continuou a haver falta de galinha semi-pesada e os valores das cotações mantiveram-se estáveis.

No mercado grossista, as cotações, máximas e mais frequentes, de frango, 65 %, 1110 a 1300g e > 1300g, aumentaram 0,10 €/kg Peso Carcaça. As cotações, máxima e mais frequente, de frango, 65 %, 700 a 900 g, subiram, 0,04 e 0,10 €/kg Peso carcaça, respetivamente. A cotação mais frequente de frango, 65 %, 900 a 1110 g, aumentou 0,05 €/kg Peso Carcaça.

As cotações, máximas e mais frequentes, de peito de frango e de perna de frango com costas, aumentaram 0,10 €/kg, assim como a cotação mínima de perna de frango com costas. As cotações, máxima e mais frequente, de peito de peru (sem osso e sem pele), aumentaram 0,10 €/kg e a cotação mínima aumentou 0,20 €/kg. As cotações, máxima e mais frequente, de perna de peru (com osso e com pele) subiram 0,10 e 0,05 €/kg, respectivamente. Exceto as referidas, as restantes cotações não se alteraram.

Na Região Ribatejo Oeste, área de mercado Ribatejo Oeste a oferta e a procuram foram médias. A oferta e a procuram mantiveram-se equilibradas.

No mercado grossita as cotações mantiveram-se estáveis.

Ovos

As cotações médias mais frequentes de todos os ovos embalados não se alteraram.

Na região Beira Litoral, nas áreas de mercado Dão-Lafões Gr. e Litoral Centro Gr. a oferta estava média/alta e a procura alta. Havia, falta de ovos, especialmente de calibres, L e XL. Os preços mantiveram a tendência de subida.

Nos mercados, de produção e grossita, houve estabilidade de cotações.

Na região Ribatejo Oeste, área de mercado Ribatejo Oeste, a oferta e a procura foram médias. A cotação mínima de ovo de Gaiola, Classe S, Cartão, desceu 0,03 €/Dúzia.

As restantes cotações de todos os produtos não se alteraram.

→ Aceda aqui às cotações ←

Cotações – Aves e Ovos – 27 de setembro a 3 de outubro de 2021

Comente este artigo
Anterior Governo apresentou Orçamento do Estado para 2022
Próximo Botânicos suíços desenvolvem modelo para detetar fraude alimentar

Artigos relacionados

Nacional

​Costa quer Portugal sem centrais a carvão em 2030 e antecipa proibição do plástico descartável

O primeiro-ministro assumiu esta terça-feira, no parlamento, as metas de Portugal chegar a 2030 sem qualquer central a carvão em funcionamento, […]

Nacional

Campanha “Agricultura, do Campo à Mesa” apoia agricultores de Terras de Bouro

O Projeto CLDS 4GEIRA – Gerações, Emprego, Inclusão e Revitalização de Atividades em Terras de Bouro divulgou o cartaz “Agricultura, do Campo à […]

Eventos

SISAB Portugal 2020: Salão Internacional do Setor Alimentar e Bebidas – 2 a 4 de março – Lisboa

O SISAB PORTUGAL é considerado a maior plataforma do mundo de negócios na fileira agroalimentar. […]