Corpo Nacional de Agentes Florestais do Parque da Peneda-Gerês reforçado com 50 elementos

Corpo Nacional de Agentes Florestais do Parque da Peneda-Gerês reforçado com 50 elementos

Em quatro anos, área ardida reduziu mais de 95%

O Ministério do Ambiente e Ação Climática anuncia que abrirá, amanhã, 27 de março, o concurso para a contratação definitiva de 50 elementos para o Corpo Nacional de Agentes Florestais (CNAF) para o Parque Nacional da Peneda-Gerês (PNPG). O concurso é conduzido pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas.

Este concurso surge no seguimento dos excelentes resultados alcançados pelo “Plano-piloto de prevenção de incêndios florestais e de recuperação de habitats naturais no PNPG”, aprovado em dezembro de 2016. Em quatro anos, a área ardida no Parque Nacional passou de 7726 hectares para 384 hectares (redução superior a 95%). O sucesso deste projeto-piloto, que abrangeu uma área total de 7000 hectares e um financiamento de 8,4 milhões de euros (Fundo Ambiental, POSEUR e Norte 2020), justificou a necessidade de manter como permanente a equipa do CNAF nesta região.

O plano envolveu o restauro das áreas ardidas, o desenvolvimento de ações de prevenção estrutural, o reforço das comunicações móveis e de recursos humanos. O esforço concertado de diversos intervenientes – Instituto de Conservação da Natureza (ICNF), municípios (Melgaço, Arcos de Valdevez, Ponte da Barca, Terras de Bouro e Montalegre) e de várias entidades privadas – permitiu congregar as dimensões sociais, ambientais e económicas na gestão deste território. Os principais objetivos estruturais foram:

  • Restauro de áreas florestais relevantes para a conservação que foram percorridas por incêndios;
  • Promoção da prevenção estrutural e do ordenamento florestal em áreas que configuram habitats naturais prioritários;
  • Ações de desenvolvimento socioeconómico que, a par da valorização dos recursos endógenos, promovem a criação de oportunidades de negócio.

A cobertura de rede móvel neste território foi melhorada com a instalação de sete antenas retransmissoras GSM.

Entre as ações específicas desenvolvidas, destacam-se a prevenção estrutural e conservação da Mata Nacional do Gerês, onde foram conservados os habitats naturais, assim como reduzido o risco de incêndio com a criação de faixas e mosaicos de gestão de combustíveis, o aproveitamento da regeneração natural e o combate a espécies lenhosas invasoras.

Na conservação das populações autóctones de pinheiro-silvestre foi feito o controlo da vegetação, a introdução de espécies autóctones menos inflamáveis, a produção de plantas em viveiro e a sua plantação em novas áreas.

Foi realizado, ainda, o restauro da Mata do Mezio e da Mata do Ramiscal, com a rearborização da área florestal ardida com espécies autóctones, a regulação do pastoreio, o restauro de habitats naturais e a sua monitorização. Relativamente à conservação dos teixiais, um habitat prioritário das Florestas Mediterrânicas de Taxus baccata, foram conservados os núcleos existentes no PNPG e melhorada a conservação ex situ.

Na Zona de Proteção Total da Mata de Albergaria, foi intervencionado o estacionamento na Portela do Homem e reabilitada a estrada florestal Leonte-Portela do Homem.

Em conjunto com 23 freguesias foram também desenvolvidas ações de comunicação e a edição de documentos informativos.

Recorde-se que o Parque Nacional da Peneda-Gerês foi a primeira área protegida criada em Portugal, em 1971, sendo a única com o estatuto de Parque Nacional. Apresenta uma assinalável diversidade faunística, com várias espécies endémicas, raras ou de distribuição limitada em Portugal.

Comente este artigo
Anterior Obrigado a todos os que não param, em nome do bem de todos nós!
Próximo Reserva da biosfera portuguesa premeia agricultores amigos do meio ambiente

Artigos relacionados

Dossiers

Município de Montalegre reforça investimento no combate à “Vespa das galhas do castanheiro”

O município de Montalegre continua o combate à praga da “Vespa das galhas do castanheiro”. Uma aposta iniciada há meia dúzia de anos em […]

Dossiers

Rede Elétrica Nacional plantou mais de um milhão de árvores entre 2010 e 2018

A Rede Elétrica Nacional (REN) plantou mais de um milhão de árvores entre 2010 e 2018 nas faixas de proteção das linhas de muito alta tensão, […]

Últimas

Luís Mesquita Dias recebe prémio de personalidade do ano

O director-geral da Vitacress, Luís Mesquita Dias, recebeu o prémio “Personalidade do Ano – Produção” no âmbito da 29.ª edição dos “Masters da Distribuição”. […]