Centro PINUS divulga consumo de madeira de pinho em 2020 – diminuição de 9,1%

Centro PINUS divulga consumo de madeira de pinho em 2020 – diminuição de 9,1%

O consumo de madeira de pinho em 2020 foi de 4,1 milhões de m3 sem casca. Este valor representou uma diminuição de 9,1% face a 2019. Para esta contração terá contribuído o contexto de pandemia e o seu impacto transversal na economia. No entanto, esta diminuição enquadra-se no intervalo de variação que se tem registado nos últimos anos, ou seja, não se pode afirmar que 2020 foi um ano excecional.

Relativamente à distribuição do consumo por subsetores da Fileira do Pinho, o setor mais relevante continua a ser a serração, com 39%, logo seguido pela produção de pellets, com 22%.

O Centro PINUS estima que o défice estrutural de madeira, isto é, em função da possibilidade de corte na floresta, ascendeu a 56,6% do consumo de madeira em 2020. É preocupante que neste contexto de défice acentuado de madeira, o setor energético tenha representado 27% do consumo de pinho, ou seja, quase 1/3 da madeira de pinho foi queimada, apesar de as evidências científicas não suportarem a neutralidade carbónica desta atividade. Este défice tem graves implicações para a sustentabilidade da Fileira e a competitividade do país, obrigando à importação de madeira. Entre os associados do Centro PINUS, que representaram 49% do consumo nacional de madeira de pinho em 2020, 28,1% deste consumo resultou de importação de madeira.

Comente este artigo
Anterior Mau tempo: Governo da Madeira abre candidaturas para recuperação da agricultura
Próximo Matosinhos reduziu área ardida com investimento de 280 mil euros na floresta

Artigos relacionados

Dossiers

Cotações – Suínos – Informação Semanal – 4 a 10 Fevereiro 2019

Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas
As cotações médias nacionais do porco classe E, do porco classe S e dos leitões, […]

Internacional

Noruegueses com 236.000 m2 por 50 anos para produzir atum de aquacultura em Cabo Verde

O Governo cabo-verdiano autorizou a concessão por 50 anos de 236.000 metros quadrados (m2) a um grupo norueguês, para permitir a atividade de uma unidade de produção de atum […]

Sugeridas

Surto de covid-19 nas colheitas do Sudoeste Alentejano só tem cinco casos positivos

A Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) não percebe as palavras desta terça-feira do primeiro-ministro sobre os surtos de covid-19 que estão a surgir em regiões com colheitas. […]