Centro de Investigação de Montanha formalização de protocolo para Valorização dos Azeites da variedade Santulhana

Centro de Investigação de Montanha formalização de protocolo para Valorização dos Azeites da variedade Santulhana

O Instituto Politécnico de Bragança, através do Centro de Investigação de Montanha, vai
formalizar um protocolo com as Câmaras Municipais de Bragança e Vimioso que prevê o estudo
dos azeites da variedade de oliveira Santulhana, que apesar de originária da região norte do
distrito de Bragança, é ainda muito pouco conhecida.

A assinatura decorre esta sexta, dia 2 de outubro pelas 17 horas no Auditório Dionísio Gonçalves da Escola Superior Agrária e no final está prevista uma degustação e prova comentada de azeites da variedade Santulhana.

Este protocolo, no valor de 60 000€, é o reconhecimento das competências do CIMO-IPB na área da
olivicultura e do azeite, que muito têm contribuído para o desenvolvimento do setor na região norte do País. Através do estudo vai ser possível caracterizar os azeites da variedade santulhana para que possam depois ser valorizados como azeites varietais e eventualmente criar uma marca de proteção da variedade.

Dominante em muitas freguesias dos concelhos de Bragança e Vimioso, a variedade de oliveira santulhana tem despertado grande interesse entre os agentes ligados à fileira olivícola, numa perspetiva de valorização dos seus azeites.

A assinatura do protocolo conta com a presença do Presidente do Instituto Politécnico de Bragança,
Orlando Rodrigues, o Coordenador do Centro de Investigação de Montanha, José Alberto Pereira, com o Presidente da Câmara Municipal de Bragança, Hernâni Dias, e o Presidente da Câmara Municipal de Vimioso, Jorge Fidalgo.

O artigo foi publicado originalmente em Gazeta Rural.

Comente este artigo
Anterior Menos 47% de incêndios e menos 38% de área ardida em 2020
Próximo Agenda de Inovação para a Agricultura 2030 “não tem um orçamento”

Artigos relacionados

Últimas

Nova Ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque, “herda” 50 mil hectares de regadio para concretizar até 2022 no Alqueva

[Fonte: Rádio Campanário] O Sistema Global de Alqueva tem, atualmente, em exploração 120 000 hectares de regadio que compõem o Empreendimento de Fins Múltiplos do Alqueva. […]

Nacional

Ideias eco-inovadoras? Há um concurso que as premeia

Prémio ECOTROPHELIA incentiva estudantes do ensino superior a desenvolverem produtos inovadores para o setor agroalimentar. Candidaturas estão abertas até 3 de abril. […]

Últimas

Incêndios: Chamas mobilizam 671 bombeiros em Miranda do Corvo

Segundo o site da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), na Sertã, Castelo Branco, estavam mobilizados para o combate às chamas 560 operacionais, […]