CCPMP promove evento dedicado ao pinheiro manso e ao regadio

CCPMP promove evento dedicado ao pinheiro manso e ao regadio

[Fonte: unac] Cerca de 90 pessoas estiveram reunidas em Ferreira do Alentejo no Workshop Regional dedicado ao pinheiro manso e ao regadio, na passada 4ª feira. A sessão organizada pelo Centro de Competências do Pinheiro Manso e do Pinhão, pelo Centro de Competências do Regadio e pela Rede Rural Nacional, teve por objetivo a apresentação dos primeiros resultados dos grupos operacionais – projetos de investigação aplicada que se encontram a decorrer desde o ano passado e que pretendem dar resposta às necessidades dos produtores.
Na área florestal foram apresentados os resultados do GO Fertipinea, sobre recomendações de fertilização em pinheiro manso de sequeiro e de regadio com base em amostras de solo e em amostras foliares. Já o GO + Pinhão tem estudado as pragas e doenças que afetam a pinha, testando formas de monitorizar as populações de insetos e o seu combate. Uma terceira apresentação foi da responsabilidade do GO Resipinus sobre a resina enquanto produto secundário do pinhal manso.

Das conclusões salienta-se:

  1. a proibição atual de arborização dentro dos perímetros de rega, a qual impossibilita o devido aproveitamento destas áreas para instalação de uma espécie cujo principal objetivo é a produção de fruto, como é o pinheiro manso;
  2. a ausência de conhecimento do efeito da resinagem na produção de pinha, que impede a plena exploração deste recurso. Reservando-se esta possibilidade para os pinhais mansos instalados para proteção do solo em zonas periféricas à área de distribuição, e onde a produção de pinha será residual, sendo necessário promover usos alternativos que assegurem a viabilidade económica destas florestas;
  3. a importância de alargar as áreas de ensaio à região centro, onde a produção de pinha é já uma realidade e onde os produtores florestais têm investido nas enxertias e em materiais florestais de reprodução de qualidade.

Entre os materiais distribuídos aos participantes, o destaque vai para um conjunto de fichas de extensão editadas pela UNAC – União da Floresta Mediterrânica dedicadas a questões técnicas e comerciais da fileira do sobreiro e do pinheiro manso.

Mais informação AQUI.

Comente este artigo
Anterior IX Simpósio Internacional do Morango em Itália - 2 a 6 de maio
Próximo Agosto regista queda na produção de frango, de ovos e de leite para consumo

Artigos relacionados

Nacional

Scor assume controlo da líder brasileira de seguros agrícolas

A companhia francesa que é quarta maior no mercado global de resseguros anunciou a compra de uma participação acionista de controlo da AgroBrasil Administração e Participações Ltda (AgroBrasil), […]

Últimas

Confederação da Agricultura lamenta que vítimas tenham passado a culpadas

Confederação Nacional da Agricultura lamentou na quinta-feira a responsabilização dos proprietários e dos produtores florestais nos […]

Nacional

Carne e peixe têm primazia no prato, mas a maioria já come uma refeição vegetal por semana

O II Grande Inquérito da Sustentabilidade em Portugal, da Missão Continente (Grupo Sonae) e do Instituto de Ciências Sociais (ICS) da Universidade de Lisboa, […]