CATAA: Já foram reveladas as 10 principais tendências do setor agroalimentar para 2019

CATAA: Já foram reveladas as 10 principais tendências do setor agroalimentar para 2019

[Fonte: CATAA – Associação do Centro de Apoio Tecnológico e Agro Alimentar de Castelo Branco]

Inovação, novidades e futuras tendências agroalimentares revelaram a importância da modernização, da criatividade e do olhar atento no setor agroalimentar, onde consumidores mais exigentes e mais instruídos aguçam a competitividade e onde as preocupações ambientais ganham cada vez mais destaque.

O início do ano ficou marcado pela apresentação da Inovação e Tendências do Setor Agroalimentar 2019. A iniciativa, resultante da parceria realizada entre a Inovcluster – Associação Agro-Industrial do Centro – e a CATAA – Associação do Centro de Apoio Tecnológico e Agro Alimentar de Castelo Branco – destacou tendências ao nível do design, de perfis de consumo e do mercado agroalimentar para 2019.

Realizado no CEi – Centro de Empresas Inovadoras, em Castelo Branco, no dia 11 de fevereiro, a apresentação iniciou-se com uma análise aos perfis de consumo e às exigências associadas a cada perfil. Foram ainda realçadas as exigências crescentes dos consumidores face aos produtos que consomem e às suas embalagens, nomeadamente as questões relacionadas com qualidade e segurança. A apresentação ficou também marcada pela importância da redução do plástico no embalamento de produtos agroalimentares, associados a consumidores mais rigorosos e com uma consciência ambiental mais desenvolvida. Conceitos como redução da utilização de plásticos e outros resíduos, reciclagem pós-consumo, biodegradabilidade e novas tecnologias destacam-se como fundamentais para a indústria agroalimentar.

Questões como a identidade, segurança, qualidade, bem como o fator surpresa dos produtos deverão ser conceitos a ter em conta por aqueles que procuram modernizar e dinamizar o seu negócio no setor em 2019.

Uma profunda análise a bases de dados de padrões de consumo internacionais permitiu também identificar 10 tendências agroalimentares que se prendem com a Sustentabilidade, tanto dos produtos como das suas embalagens, com a divulgação de formas saudáveis e sustentáveis de produção onde o Artificial é o Inimigo Público Nº1, bem como a procura por produtos naturais e biológicos, Procura Mais Verde, também esta uma tendência em crescimento e as Novas Alternativas a produtos alimentares como o sal, o chocolate e até mesmo o peixe.

Os pratos Sem Sacrifícios estão também na moda uma vez que oferecem ao consumidor uma experiência gastronómica de excelente qualidade e saudável, com a vantagem da rápida preparação.

O aumento da esperança média de vida mereceu destaque, uma vez que uma das tendências a adotar deverá ser a Longevidade com Qualidade, revelando-se esta como uma oportunidade na indústria agroalimentar pela crescente procura de produtos que providenciem um senso de uma vida mais longa e saudável.

Por fim, tendências como a Aventura Sensorial onde as misturas de sabores, o design apelativo e experiências gastronómicas dominam, passando pela Hora de Petiscar que proporciona ao consumidor snacks leves e nutritivos e a tendência Pronta, Mas Premium que põe fim à ditadura das comidas rápidas pouco saudáveis. Pronta, Mas Premium proporciona refeições rápidas onde os ingredientes chave são os novos sabores, a frescura dos produtos e o facto de serem saudáveis. Também a Diversidade na Distribuição se revelou como uma das tendências a seguir para negócios mais modernos e atuais, que vão ao encontro das necessidades do consumidor atual.

A sessão ficou ainda marcada por uma análise aos novos mercados emergentes no setor agroalimentar e aos desafios e oportunidades subjacentes a cada um. No grupo das Novas

Tendências de Mercado estão integrados países como a Alemanha, Dinamarca, Finlândia, Noruega e Suécia, voando depois até à Ásia, onde o Japão se revelou como um mercado com grande potencial de crescimento, especialmente após o acordo de Parceria Económica assinado entre a União Europeia e o Japão que entrou em vigor no dia 1 de fevereiro de 2019. Será uma zona de comércio livre que abrangerá 635 milhões de pessoas, permitindo que empresas, agricultores, trabalhadores e consumidores da UE possam usufruir das vantagens de um comércio mais simples e mais rápido entre a UE e o Japão.

A Inovcluster e a CATAA disponibilizaram-se ainda para apoiar empresários e comerciantes que tenham por ambição fazer crescer o seu negócio pondo em prática estas tendências, que marcam o desenvolvimento e crescimento de novos hábitos de consumo por parte dos consumidores e onde a inovação e sustentabilidade são os elementos em destaque. O encerramento da sessão deu origem a um momento mais descontraído de networking que permitiu aos presentes degustar alguns dos produtos locais que vão de encontro às tendências apresentadas ao longo da sessão.

A sessão foi organizada pelo consórcio CATAA – Centro de Apoio Tecnológico Agro Alimentar, BLC3 e TAGUSVALLEY – Parque Tecnológico do Vale do Tejo, e ainda pela Inovcluster – Associação do Cluster Agro-Industrial do Centro com apoio da Câmara Municipal de Castelo Branco. Adicionalmente, a sessão insere-se no projeto 3iBioeconomia, um SIAC de Transferência de Conhecimento Científico e Tecnológico, financiado pelo PORTUGAL2020, através do COMPETE2020.

Comente este artigo
Anterior AlgaEnergy faz balanço positivo da participação na Agroexpo
Próximo Revista Voz do Campo

Artigos relacionados

Comunicados

(Últimas Inscrições) 1º Congresso Ibérico do Milho 2019 | XII Congresso Nacional do Milho 2019 (Altis Grand Hotel, 13 e 14 de Fevereiro de 2019)

Tendo em conta o elevado número de inscrições recepcionadas e a exiguidade da sala, vimos por este meio informar todos os interessados que estamos na iminência de fechar as inscrições para o 1º Congresso Ibérico do Milho 2019 | XII Congresso Nacional do Milho 2019.
Deste modo, […]

Comunicados

A window of opportunity for agriculture has opened up ‒ can we seize it?

[Fonte: Farm Europe]
This weekend, the 2nd edition of the Global Food Forum, organised by Farm Europe in partnership with Confagricoltura, brought together around 200 economic and political leaders from 13 Member States in Susegana (Italy) in order to discuss the future of food systems and EU policies towards them. […]

Comunicados

Governo investe mais 60 milhões de euros em regadio para todo o País

Está já aberto mais um novo concurso para apresentação de candidaturas ao Programa Nacional de Regadios (PNRegadios). São mais 60 milhões de euros, destinados a financiar projetos situados no […]