BIOTECFOR – Bionegócios e tecnologia para a valorização eficiente dos recursos florestais endógenos no Norte de Portugal e Galiza

BIOTECFOR – Bionegócios e tecnologia para a valorização eficiente dos recursos florestais endógenos no Norte de Portugal e Galiza

Objetivos

Aumentar os níveis de eficiência na utilização dos recursos florestais, através da aplicação de Sistemas Robóticos Inteligentes, na sua recolha e processamento bem como na busca de novas aplicações para novos materiais, contribuindo para o desenvolvimento da bioeconomia e da economia circular no espaço transfronteiriço de cooperação Galiza – Norte de Portugal.

Ações

Enquadramento estratégico e tendências regionais e europeias dos recursos florestais endógenos na bioeconomia
Aproveitamento dos recursos naturais endógenos florestais na lógica da bioeconomia
Equipamentos e inovação tecnológica
Transferência de tecnologia e capacitação dos agentes
Gestão e coordenação
Comunicação

Resultados

Melhoria da informação e capacitação técnica dos atores do setor
Identificação de novos bionegócios
Desenvolvimento de ferramentas e tecnologias inovadoras para o aproveitamento e valorização dos recursos florestais
Impulsionamento da gestão sustentável dos espaços florestais, induzindo a uma maior rentabilidade da atividade florestal e uma diminuição dos riscos de incêndio associados.
Avaliação do potencial de replicação do projeto noutras regiões

Produtos

Folheto do projeto PT
Folheto do projeto ES

Instituição promotora
FORESTIS – Associação Florestal de Portugal

Participantes

AFG – Associación Forestal de Galicia 
INESC TEC – Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência 
CTAG – Fundación para la promoción de la innovación, la investigación y el desarrollo tecnológico en la industria de automoción de Galici

Orçamento global: € 137.287,50

Data de início e fim: janeiro 2017 – junho 2020

→ Consulte aqui o site do projeto BIOTECFOR ←

Comente este artigo
Anterior “Há que conquistar mercados alternativos mas para isso precisamos de uma Interprofissional”
Próximo Infarmed já autorizou cinco empresas a cultivar canábis para fins medicinais

Artigos relacionados

Nacional

Queimada florestal para preparação de terras de cultivo provoca incêndio de grandes proporções

Um incêndio de grandes proporções, causado por fogo posto, provocou a destruição de quatro hectares de terra, na localidade da Pedra Escrita, […]

Nacional

CAMB regista crescimento de 95%, face produção de azeitona em 2017

É caso para se falar de uma campanha recorde. Ainda a campanha não terminou e a CAMB (Cooperativa Agrícola de Moura e Barrancos) já registou 45 milhões de azeitona rececionada. […]

Sugeridas

Inicio Expansão do regadio de Alqueva

Inicio Expansão do regadio de Alqueva, Bloco de Rega de Évora e Bloco de Rega de Cuba-Odivelas.

Comente este artigo
#wpdevar_comment_4 span,#wpdevar_comment_4 iframe{width:100% !important;} […]