As Vacas e a Roda dos Alimentos – João Rodrigues

As Vacas e a Roda dos Alimentos – João Rodrigues

Arrastamo-nos cada vez mais para um guerra cega e de divisão dos que gostam apenas de um dos lados da “coisa” e em que só a sua visão é correta, válida e absolutamente verdadeira, tentando eliminar tudo o que não se insira nos seus gostos e ideologias. Isto leva a que comecem a surgir medidas completamente absurdas de divisão e infundadas cientificamente.

Infelizmente em Portugal, seja em que profissão for, existe um enorme número de Portugueses que não sabem lidar com o sucesso dos outros, à exceção daqueles que infelizmente tem que emigrar devido à conjuntura atual, acredito, na minha opinião que sejam estes os que mais sofrem por estarem longe de um País que amam e que lidam todos os dias na procura de informação e se deparam cada vez mais com notícias tristes, que envergonham e que possivelmente os fazem sentir que o regresso será cada vez mais demorado.

Como é possível a proibição de carne de bovino numa instituição em Portugal que recebe alunos de todo o mundo, de todas as raças, cores e crenças?

Num País que pertence à União Europeia a neutralidade carbónica resume-se em Portugal aos chamados bifes?

Estará uma nova Roda dos Alimentos presente nos planos curriculares dos cursos que aí lecionam?

Este é um caminho inverso e muito perigoso o que se está a tomar. Más decisões de quem tem poder leva a que todos os Português sejam possivelmente chamados mais uma vez a assumir estes erros (temos casos muito recentes noutros quadrantes em Portugal que nem necessito nomear).

Com esta abolição não estão a colocar em risco estes animais e a sua possível extinção?

Não estão a colocar no desemprego milhares de famílias completas?

Não estão a colocar milhares de explorações ao abandono e ainda maior risco de incêndio?

Não estarão contra os bovinos só porque existem touradas e essas pertencem à tradição Portuguesa?

Portugal não é um País que pode ser gerido por gostos, não pode ser gerido por ideologias próprias quando existem 11 milhões que também tem a sua opinião. É por isso que existem eleições (sejam elas para o chefe de turma ou para Presidente da República). O direito de Voto é isso mesmo, um direito que cada um de nós tem para se fazer ouvir.

É por isso que o mundo não é todo azul, nem todo amarelo….

Possivelmente um dos grandes problemas são as redes sociais, em que esta guerra louca se acentua, nem tudo o que está na internet é verdade, nem o Doutor Google cura doenças… Parem de emprenhar pelos ouvidos por favor.

Neutralidade carbónica depende de cada um de nós Portugueses, energias renováveis, sistema de transportes, diminuição de resíduos, uso do solo ambientalmente sustentável onde se inserem todas as classes de animais, culturas e a floresta.

Agora vou jantar um bife de vaca Português e oferecer uma flor à minha Mãe, não vão qualquer dia proibi-las também.

João Rodrigues

Licenciado em Engenharia Agronómica

Comente este artigo
Anterior Novedades en los controles de campo de las ayudas de la PAC
Próximo ¿Quién debe ser agricultor genuino?: Proponen rechazar a todos cuyos únicos ingresos agrarios son los pagos directos

Artigos relacionados

Nacional

Crise hídrica em Portugal já é um cenário real

[Fonte: O Jornal Económico]

Um verão com precipitação muito escassa poderá conduzir facilmente Portugal, de uma situação confortável, […]

Últimas

Açores autoriza excepcionalmente caça no dia 5 de Outubro devido às legislativas

[Fonte: Agricultura e Mar]
A Secretaria Regional da Agricultura e Florestas, através da Direcção Regional dos Recursos Florestais, […]

Nacional

A chuva caiu e o fogo em Miranda do Corvo está dominado

[Fonte: Rádio Renascença]

O incêndio florestal que deflagrou na sexta-feira em Miranda do Corvo, no distrito de Coimbra, […]