Aprovado o “Plano de Acção Nacional para o Uso Sustentável dos Produtos Fitofarmacêuticos – 1.ª Revisão”

Aprovado o “Plano de Acção Nacional para o Uso Sustentável dos Produtos Fitofarmacêuticos – 1.ª Revisão”

Foi publicada em Diário da República, a 20 de Março, a Portaria n.º 82/2019, que aprova o “Plano de Acção Nacional para o Uso Sustentável dos Produtos Fitofarmacêuticos – 1.ª Revisão”. Este documento foi elaborado pelo grupo de trabalho designado através do Despacho n.º 2194/2018, de 21 de Fevereiro, publicado na 2.ª série do Diário da República, n.º 44, de 2 de Março de 2018.

Segundo a Direcção Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV), este plano «será implementado no próximo quinquénio», sendo que neste documento «continua a forte aposta na formação dos utilizadores de produtos fitofarmacêuticos». A DGAV acrescenta que se pretende também «reforçar as medidas de protecção integrada, actualizando e promovendo o conhecimento, e difundir as melhores práticas agrícolas, fomentadoras de uma melhor protecção das plantas, com respeito pelo meio envolvente e em linha com as exigências dos consumidores, reforçando ainda os programas de controlo, vigilância e de monitorização de resíduos de pesticidas nos alimentos, de resistências adquiridas, de efeitos agudos e crónicos derivados do uso de produtos fitofarmacêuticos».

Pode consultar aqui a Portaria n.º 82/2019. O “Plano de Acção Nacional para o Uso Sustentável dos Produtos Fitofarmacêuticos – 1.ª Revisão” pode ser consultado aqui.

Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em Revista Frutas Legumes e Flores.

Anterior Governo revogou 14 quilos de leis
Próximo Nova tecnologia de proteção contra incêndios nasceu em Coimbra

Artigos relacionados

Eventos

CAP celebra 44º aniversário e organiza ‘Conselho de Presidentes’ em Tomar – 25 e 26 de novembro

O Presidente da República e a Ministra da Agricultura vão participar neste evento comemorativo que decorre nos dias 25 e 26 de novembro […]

Últimas

Agricultura reúne 1/3 das propostas ao Orçamento Parcipativo

O Orçamento Participativo Portugal permitiu ao Governo “perceber melhor o que é importante e prioritário para os cidadãos”, afirmou o primeiro-ministro, […]

Cotações PT