António Câmara defende que agricultura portuguesa tem de apostar na digitalização e ter contacto direto com consumidores

António Câmara defende que agricultura portuguesa tem de apostar na digitalização e ter contacto direto com consumidores

Segundo o professor catedrático da Universidade Nova de Lisboa, António Câmara, o apoio da Inteligência Artificial hoje existente e dos robôs permitem uma maior eficiência e sustentabilidade no sector agroalimentar, seja a partir de máquinas automáticas ou de informação disponibilizada nas embalagens.

O futuro da agricultura foi discutido na quarta-feira, 24 de março, com o cientista António Câmara a apontar que o caminho dos campos portugueses tem de passar pela digitalização, num processo de ‘Farm to Fork’, ou seja, do prado diretamente para o prato.

O professor da Universidade Nova de Lisboa marcou presença na conferência “Conhecimento e inovação na década da transição digital” da Lusomorango e da Universidade Católica Portuguesa, no qual o Jornal Económico é media partner. António Câmara destacou que os caminhos desenhados no campo têm de ter acesso direto ao consumidor final, tendo em vista as tecnologias que existem ao dia de hoje e as que ainda se encontram a ser desenvolvidas.

Segundo o professor catedrático, o apoio da Inteligência Artificial hoje existente e dos robôs permitem uma maior eficiência e sustentabilidade no sector agroalimentar, seja a partir de máquinas automáticas ou de informação disponibilizada nas embalagens.

“Na agricultura temos desenvolvimentos científicos e tecnológicos”, afirmou António Câmara na sua apresentação durante a primeira parte da conferência, sustentando que a agricultura tem de aprender a dar a mão à tecnologia.

“Temos de ter em conta que trabalhamos com a natureza, e que esta nos fornece recursos que depois temos de a compensar porque no fim queremos ter acesso a alimentação saudável”, explicou. Para o professor

Continue a ler este artigo no Jornal Económico.

Comente este artigo
Anterior Olhar para a floresta e não ver as árvores! - Nuno Banza
Próximo Plano de contingência 'Popillia japonica'

Artigos relacionados

Ofertas

Oferta de emprego – Engenheiro Agrónomo – Odemira

A G.O. Berrys Lda encontra-se a recrutar Engenheiro Agrónomo. Responsabilidades: Acompanhamento técnico […]

Sugeridas

Mau Tempo: Granizo já afetou cerca de 2.200 hectares de vinha no Douro

A granizo já afetou cerca de 2.200 hectares de vinha principalmente nos concelhos de Armamar, Lamego, Peso da Régua e Vila Real, segundo estimativas da Direção Regional de Agricultura […]

Comunicados

DRAP Algarve visitou as obras de reabilitação e modernização do Aproveitamento Hidroagrícola de Silves, Lagoa e Portimão

Recentemente, a Direção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve (DRAP Algarve) realizou uma visita às obras de reabilitação e modernização do Aproveitamento Hidroagrícola de Silves […]