Olhar para a floresta e não ver as árvores! – Nuno Banza

Olhar para a floresta e não ver as árvores! – Nuno Banza

Um duplo agradecimento: aos portugueses, pela sua extraordinária adesão ao desafio que o ICNF lançou no Dia Internacional das Florestas, e aos trabalhadores do Instituto pelo seu empenho nesta iniciativa.

Começo este breve texto por dizer “obrigado”. E dedico esta palavra em primeiro lugar aos portugueses, fazendo-o com toda a humildade num elementar exercício de justiça. Depois, quero publicamente estender este meu reconhecimento aos trabalhadores do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), organização em que atualmente exerço funções dirigentes.

O meu agradecimento aos portugueses tem origem na extraordinária expressão de carinho e preocupação que demonstraram para com a floresta, que fez com que em poucas horas, e através das mais diversas formas, chegasse ao ICNF a expressão da sua vontade em se associar a uma campanha, tão simples e singela que poucos lhe auguravam sucesso – distribuir aos cidadãos 50.000 árvores dos viveiros do ICNF.

Tudo isto a propósito da decisão tomada este ano, e em face do elevado número de plantas que subsistiam nos viveiros florestais do Instituto no final da época, de as ceder gratuitamente aos cidadãos que as quisessem plantar e delas pudessem cuidar. Tratando-se de plantas que deixaram de ter condições para utilização em projetos de florestação, por não cumprirem os critérios de certificação necessários, com particular expressão este ano devido à situação de pandemia que atravessamos, havia que lhes dar um destino de forma a permitir a continuidade da atividade dos viveiros, que anualmente fornecem

Nuno Banza, Presidente do Conselho Diretivo do ICNF

Continue a ler este artigo no Jornal Económico.

Comente este artigo
Anterior Veterinary drug residues: compliance still high
Próximo António Câmara defende que agricultura portuguesa tem de apostar na digitalização e ter contacto direto com consumidores

Artigos relacionados

Nacional

Governo cria apoios para alimentação de colónias de abelhas

Incêndios de Mação, Sertã e Vila de Rei tiveram como consequência consumo pelo fogo de grande percentagem de terrenos agrícolas destinados à […]

Últimas

Estenfiliose na pera rocha: está na altura de retirar e destruir folhas

Última informação do Grupo de Trabalho da Estenfiliose divulgada pelo INIAV. Controlo da maturação dos futuros esporos do fungo que causa a doença é crucial para debelá-la. […]

Eventos

I Conferência Ibérica sobre Adaptação às Alterações Climáticas: Desafios e soluções do setor agrário para adaptar-se às alterações climáticas – 18 de novembro

Debateremos com os oradores sobre os desafios e possíveis soluções do setor agrário perante as alterações climáticas. Um colóquio que se estruturará em três painel de discussão e no qual a […]