Alqueva: água tem sido utilizada de forma eficiente e ainda está longe de esgotar o seu potencial

Alqueva: água tem sido utilizada de forma eficiente e ainda está longe de esgotar o seu potencial

Numa apresentação feita durante a conferência, que tinha como tema o “Pacto Ecológico Europeu, do Prado ao Prato” e foi transmitida pela plataforma multimédia da JE TV, o presidente da EDIA, José Pedro Salema enumerou medidas que têm sido seguidas para assegurar uma agricultura sustentável, no quadro do Alqueva, e otimizar recursos.

O presidente do conselho de administração da EDIA – Empresa de Desenvolvimento e Infraestruturas do Alqueva, José Pedro Salema, defendeu, na última conferência do ciclo “Conhecer para Decidir, Planear para Agir”, que a água disponibilizada pelo sistema tem sido utilizada com técnicas eficazes, permitindo recordes de produção, mas está ainda longe do seu potencial.

Numa apresentação feita durante a conferência, que tinha como tema o “Pacto Ecológico Europeu, do Prado ao Prato” e foi transmitida pela plataforma multimédia da JE TV, José Pedro Salema enumerou medidas que têm sido seguidas para assegurar uma agricultura sustentável, no quadro do Alqueva, e otimizar recursos.

Com 65 mil hectares de olival e 15 mil hectares de amendoeiras, o Alqueva contribuiu decisivamente para os

Continue a ler este artigo no Jornal Económico.

Comente este artigo
Anterior Cotações - Azeite - 5 a 11 de abril 2021
Próximo Álvaro Amaro alerta para riscos da estratégia para agricultura biológica

Artigos relacionados

Nacional

Madeira vai criar fundo para exportar produtos agrícolas

A Madeira tem “um potencial de crescimento agrícola extraordinário” e o Governo Regional vai criar no Orçamento Suplementar um fundo para […]

Sugeridas

Tempestade de granizo que atingiu o Fundão destruiu 600 hectares de cerejeiras e pessegueiros

Produtores dizem que esta foi a pior altura para as culturas enfrentarem uma intempérie, uma vez que a época de floração já terminou. […]

Últimas

Jovens patrulham a cavalo serras de Valongo para prevenir incêndios

Trinta adolescentes trocam uma parte das férias, entre Julho e Setembro, por três patrulhas diárias, a cavalo, munidos de binóculos, telemóvel e cartas militares nas serras de Valongo, […]