Agricultores nacionais investem menos em 2018

Agricultores nacionais investem menos em 2018

Os agricultores nacionais que se candidataram a programas de financiamento no âmbito do PDR 2020 obtiveram, em 2018, cerca de 1 229 mil milhões de euros em apoios, um valor abaixo dos valores registados nos últimos dois anos (-20% face a 2017).

Os números são do Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas (IFAP), que indica que as verbas atribuídas em 2018 ficaram em cerca de 57,8 milhões abaixo das de 2017 e ainda mais abaixo face aos 1,413 mil milhões atribuídos em 2016, no âmbito dos programas PDR2020 Investimento, Medidas de Pagamento Único, Vitis, Medidas de Mercado e Seguros e Outros Pagamentos.

O regime de Pagamento Único continua a representar a maior fatia dos apoios agrícolas (891,6 milhões de euros em 2018), tendo crescido em 6,5% face a 2017, com mais 140 beneficiários.  Já o Programa de Desenvolvimento Rural (PDR 2020) foi um dos que registou maiores quebras, com o IFAP a indicar que pagou 213,6 milhões a quem viu os seus projetos aprovados no PDR 2020, menos 20,4% em relação a 2017, uma diminuição que foi acompanhada pela redução de 991 beneficiários do programa, que contemplou em 2018 um total de 5959 candidatos.

Fonte oficial do Ministério da Agricultura ouvida pelo Diário de Notícias, diz que se trata de uma “oscilação normal” na evolução dos pagamentos ao longo dos últimos três anos, referindo ainda que “em 2016 houve um recorde na atribuição de ajudas agrícolas”.

O artigo foi publicado originalmente em Vida Rural.

Comente este artigo
Anterior Corticeira Amorim distinguida com Prémio Nacional de Agricultura 2018
Próximo Governo desvaloriza ‘polémica’ em relação à redução de bovinos

Artigos relacionados

Dossiers

Oferta de emprego – Investigador – Engenheiro Florestal – Oeiras

Exercício de atividades de investigação científica na área da Engenharia Florestal para desenvolvimento de investigação em novas práticas silvícolas de ecossistemas florestais mediterrânicos tendo em conta a sua multifuncionalidade e o seu […]

Últimas

Covid-19: Produtos “sem controlo” afastam adegas do Alentejo do mercado de álcool gel

As empresas vitivinícolas do Alentejo não têm capacidade de competir no mercado de álcool gel devido à proliferação de produtos baratos, mas “sem controlo” das autoridades, disseram […]

Dossiers

Seca agravou-se, mas situação não tem a gravidade do ano passado

A falta de precipitação em janeiro tem agravado a seca meteorológica, principalmente no Sul do país, embora a situação não seja tão preocupante como a ocorrida no ano passado, […]