Agência alimentar da ONU tem novo diretor-geral

Agência alimentar da ONU tem novo diretor-geral

O vice-ministro da Agricultura da China, Qu Dongyu, foi eleito este domingo diretor-geral da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO).

A eleição para escolher o diretor-geral da instituição para os próximos quatro anos decorreu em Roma, tendo Qu Dongyu alcançado mais de 50% dos votos.

Qu Dongyu é a primeira pessoa de um país comunista a ocupar o cargo de diretor-geral da FAO e sucede, para um mandato de quatro anos, ao brasileiro Graziano da Silva que, desde 2012, ocupava o cargo.

Graziano da Silva fez dois mandatos como diretor-geral, de 2012 a 2015 e de 2015 a 2019, depois de ter entrado na FAO em 2006, quando foi nomeado diretor-geral adjunto para a América Latina e as Caraíbas.

Os 194 países membros da FAO, convocados para a 41ª conferência da agência, escolheram o novo diretor geral, entre três candidatos – da China, França e Geórgia -, todos com ampla experiência no setor.

Na disputa do cargo estavam três candidatos: além de Qu Dongyu, Catherine Geslain-Lanéelle, ex-diretora do Departamento de Desempenho Econômico e Ambiental de Empreendimentos do Ministério da Agricultura da França, e a primeira mulher a candidatar-se ao cargo na FAO, e David Kirvalidze, que foi ministro da Agricultura da Geórgia.

O artigo foi publicado originalmente em Rádio Renascença.

Comente este artigo
Anterior Agrupalto volta a arrecadar a maioria dos prémios de produtividade da suinicultura
Próximo Peste Suína Africana: UE demarca novas zonas de risco elevado na Lituânia e Polónia

Artigos relacionados

Últimas

Agricultura e Covid-19: de uma prova de vida à fraqueza política

Vivemos hoje tempos de exceção, caraterizados por enorme incerteza e insegurança. Como em todas as crises, o mais importante na sua refrega é […]

Nacional

Consultora Espaço Visual organiza as AgroMeetings


A consultora agrícola Espaço Visual vai organizar as AgroMeetings, conferências que se propõe debater várias temáticas dedicadas à agricultura e ao agronegócio.  […]

Internacional

Joint statement: Ensuring food security is our primary objective

Europe’s food supply chain will work closely together to ensure everybody in Europe continues to have access to safe, quality and affordable food and […]