A importância da Sustentabilidade Agrícola no novo ciclo da reforma da PAC – 5 de Junho 2018 – Santarém

A importância da Sustentabilidade Agrícola no novo ciclo da reforma da PAC – 5 de Junho 2018 – Santarém

A Syngenta em colaboração com a CAP – Confederação dos Agricultores de Portugal, organizará no próximo dia 05 de Junho de 2018, durante a Feira Nacional de Agricultura, em Santarém, um evento sobre a importância da Sustentabilidade Agrícola no novo ciclo da reforma da Política Agrícola Comum (PAC).

 A Syngenta é uma das principais empresas de biotecnologia do mundo, com mais de 28.000 funcionários em mais de 90 países que oferece soluções para saúde das plantas e genética de sementes.

Com o agricultor como elemento fundamental da cadeia, a Syngenta trabalha para alcançar uma sustentabilidade rentável e competitiva associada ao respeito e cuidado com o meio ambiente. Desta forma, contribuímos para a crescente procura global por alimentos saudáveis e de alta qualidade.

 O evento ocorre numa altura em que é necessária uma ação real para implementar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU (SDGs) e o novo ciclo de reforma da Política Agrícola Comum (PAC) começa a ganhar forma. Isto está associado ao crescente interesse público nas práticas agrícolas, juntamente com o aumento da consciência ambiental e da consciência ao nível da saúde. Neste contexto, o debate proporcionará uma conversa aberta para discutir o papel dos agricultores, do governo, da indústria e dos cidadãos para garantir que os futuros modelos agrícolas protejam o meio ambiente e produzam alimentos nutritivos que apoiem estilos de vida saudáveis.

O evento também examinará especificamente a reforma da PAC e o que isso significa para o futuro da agricultura na UE.

 Durante o evento, a Syngenta pretende, reconhecer duas empresas agrícolas e duas Associações que colaboram em projetos de sustentabilidade agrícola. O seu trabalho foi reconhecido nos últimos dois anos, incentivando os agricultores Portugueses a práticas agrícolas sustentáveis, principalmente na produção de biodiversidade e formação em práticas sustentáveis no âmbito do plano de compromissos da Syngenta, The Good Growth Plan.

 O que é o Good Growth Plan?

 É o plano de sustentabilidade da Syngenta (www.goodgrowthplan.com) composto por seis compromissos que começaram a ser monitorizados em 2013 e que têm objetivos mensuráveis para 2020. Em Portugal, estes objetivos baseiam-se no aumento de produtividade, na extensão de biodiversidade, na formação em utilização segura e nas boas práticas agrícolas.

O Seminário terá lugar no dia 5 de Junho, das 15h30 às 17h30, na Feira Nacional de Agricultura em Santarém.

→Descarregue aqui o programa←

→Faça aqui a sua Inscrição gratuita online←

 

Conferência Internacional – Os Grandes Desafios para a Agricultura no Futuro – 8 de Junho – Santarém

Comente este artigo
Anterior Oportunidades para o Desenvolvimento do Turismo em Espaço Rural - 4 de Junho de 2018 - Santarém
Próximo VII Seminário – A Importância dos Jovens Agricultores no Futuro da Agricultura Europeia - 6 de Junho 2018 - Santarém

Artigos relacionados

Sugeridas

UNAC: Fatores Críticos na Rentabilidade do Pinheiro Bravo – 19 de Junho 2017 – Castelo Branco

A UNAC – União da Floresta Mediterrânica vai realizar, no próximo dia 19 de junho em Castelo Branco, no CEI – Centro de Empresas Inovadoras o Workshop “Fatores Críticos na Rentabilidade do Pinheiro Bravo”.
Enquadrado num ciclo de transferência de conhecimento “+ Conhecimento/ha”, que visa a partilha de inovação e a incorporação de práticas de gestão mais adequadas, […]

Sugeridas

ADP Fertilizantes lançou recentemente no mercado o ADP NERGETIC Dynamic S+

A ADP Fertilizantes lançou recentemente no mercado o ADP NERGETIC Dynamic S+ (DS+), respondendo à tendência de crescimento da procura de adubos azotados combinados com enxofre e protegidos.

Nacional

País está mais urbano, mais florestal e menos agrícola

[Fonte: Público]
Estudo da Direcção-Geral do Território foi à procura das “dinâmicas territoriais” entre 1995 e 2010. Mais de um milhão de hectares do território nacional mudou de ocupação.
Uma equipa da Direcção-Geral do Território (DGT) revisitou os estudos cartográficos sobre a ocupação do solo em Portugal entre 1995 e 2010 e acabou por produzir o retrato das mudanças que apontam para um país mais urbano, […]