Guardar as Sementes : Perspectivas sobre a preservação de recursos fitogenéticos agrícolas

Guardar as Sementes : Perspectivas sobre a preservação de recursos fitogenéticos agrícolas

Em Portugal, a prática milenar dos agricultores de colher e guardar sementes para posteriores sementeiras permanece viva, sobretudo no âmbito da agricultura familiar prioritariamente destinada ao consumo doméstico. Ela é expressão de um modelo social em que o ideal de autosuficiência se mantém presente, não obstante a crescente uniformização de processos e produtos cultivados, bem como do uso de sementes e plântulas comerciais e das restrições legais relativas à sua produção e circulação. Entre as sementes mais salvaguardadas estão as das variedades tradicionais, cuja especificidade resulta da especial adaptação aos lugares ecológica e socialmente distintos em que foram mantidas e, portanto, com a sua ligação à gastronomia local, à história familiar e colectiva.

Neste livro, que resulta de uma pesquisa em antropologia, realizada sobretudo em Terra de Miranda e Beira-Serra algarvia, abordam-se diferentes perspectivas sobre a preservação de recursos fitogenéticos agrícolas e os interesses conflituantes em jogo, dando primazia ao ponto de vista daqueles que são os primeiros guardiões da agrobiodiversidade: os pequenos agricultores.

Comente este artigo
Anterior Colóquio InovMirtilo - 1 de Julho 2017 - Sever do Vouga
Próximo FENAREG reclama medidas para a seca

Artigos relacionados

Comunicados

The Rice Open Field Day celebrates 25 years supporting the sector

Friday, August 10, 2018
IRTA
The annual Rice Open Field Day, organized by IRTA, will be held for the 25th time on 30 September. […]

Últimas

Pagamentos de Setembro 2017

No dia 29 de setembro de 2017, conforme procedimento habitual, o IFAP irá proceder a pagamentos num montante total de cerca de 56 milhões de euros*

Fitotema

Atualização da zona demarcada para Xylella fastidiosa – maio 2020

Foi, assim, confirmada a presença da bactéria em 7 novos locais nos concelhos de Vila Nova de Gaia, Santa Maria da Feira e Porto. […]