2020 vai ser o Ano Internacional da Fitossanidade

2020 vai ser o Ano Internacional da Fitossanidade

Por iniciativa conjunta da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) e do Secretariado do International Plant Protection Convention (IPPC), 2020 foi proclamado pela Assembleia Geral das Nações Unidas como Ano Internacional da Fitossanidade. A decisão foi tomada a 20 de Dezembro pela Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU).

Esta iniciativa, proposta em 2015 pela Finlândia, pretende «aumentar o reconhecimento, entre o público em geral e os decisores políticos, da importância de plantas saudáveis e da necessidade de as proteger, para se conseguir atingir os Objectivos do Desenvolvimento Sustentável», instituídos pela ONU. Segundo os promotores da iniciativa, as pragas e as doenças das plantas são responsáveis, a cada ano, pela perda de até cerca de 40% das culturas alimentares no Mundo.

O Ano Internacional da Fitossanidade também é considerado «uma iniciativa chave para destacar a importância da saúde das plantas para aumentar a segurança alimentar, proteger o ambiente e a biodiversidade e impulsionar o desenvolvimento económico». Pode consultar aqui um documento que explica em detalhe os objectivos e o contexto desta iniciativa.

O artigo foi publicado originalmente em Revista Frutas Legumes e Flores.

Comente este artigo
Anterior Abonados 4.000 millones de ayudas directas de la PAC
Próximo Las fiestas navideñas ralentizan el mercado de cítricos

Artigos relacionados

Sugeridas

Sogrape – um exemplo mundial de viticultura sustentável

[Fonte: Syngenta]

A Sogrape Vinhos foi distinguida pela segunda vez com um prémio internacional que reconhece a sustentabilidade dos seus negócios nas vertentes ambiental, […]

Sugeridas

Robôs do campo permitem chegar onde o Homem não consegue

No INESCTEC desenvolve-se tecnologia para facilitar a vida do agricultor. O vinho está na origem de um robô que permite fazer algumas práticas […]

Últimas

Estudo revela que um quinto das florestas australianas arderam devido a seca extrema

Os incêndios recentes “sem precedentes” que destruíram um quinto das florestas australianas estão ligados a uma seca de vários anos, devido às alterações climáticas, […]