WCO apresenta previsão de colheita de citrinos no Hemisfério Sul para 2020

WCO apresenta previsão de colheita de citrinos no Hemisfério Sul para 2020

Na campanha de 2020, o Hemisfério Sul deverá atingir uma produção de 8.387.341 toneladas (t) de citrinos, o que representa uma diminuição de 3% face à colheita de 2019, segundo a previsão anual preliminar divulgada pela Organização Mundial dos Citrinos (WCO). Por categoria, em comparação com o ano passado, a laranja deverá reduzir 6% e a toranja deverá subir 3%, enquanto limão/lima e mandarina/clementina (soft citrus) deverão manter volumes estáveis.

A entidade também estima um aumento de 12% no volume das exportações, para um total de 3.486.883 t, com a WCO a dizer que isto se poderá explicar pela procura elevada de citrinos no período de pandemia de covid-19 – «motivada pelos benefícios nutricionais associados aos citrinos e por um maior consumo no lar». Espera-se que o aumento de volume de exportação ocorra em todas as categorias, mas a do limão/lima deverá ser aquela em que o incremento é maior: 32% face a 2019.

A nível do processamento, os dados divulgados pela WCO indica que deverão ser destinadas 2.426.154 t para o mercado dos sumos – faltando ainda a confirmação dos dados do Brasil –, o que constitui uma redução de 15% em comparação com 2019. Esta previsão preliminar de colheita para 2020 no Hemisfério Sul reúne dados fornecidos pelas entidades sectoriais da África do Sul, da Austrália, do Chile, do Peru e do Uruguai, sendo que a WCO está a trabalhar com as entidades do Brasil e da Bolívia para poder incluir os dados destes dois países na previsão.

A WCO aprovou os seus Estatutos em Março de 2020. Está prevista para Julho uma reunião que «vai analisar o estado do sector, as últimas tendências de consumo e as experiências dos países produtores durante a pandemia», devendo ser abordados temas como a nutrição e a promoção do consumo de citrinos.

Citrus1

O artigo foi publicado originalmente em Revista Frutas, Legumes e Flores.

Comente este artigo
Anterior Incêndios: Municípios alentejanos pedem audiência ao ministro da Administração Interna
Próximo Municípios alentejanos de fronteira perderam o apoio aéreo de combate a incêndios

Artigos relacionados

Últimas

PSD leva Lorenzo ao Parlamento Europeu

Marcelo visitou este domingo o Porto das Lajes, que foi destruído pela passagem do furacão Lorenzo, em Velas, Ilha das Flores

Os eurodeputados do PSD vão pedir na segunda-feira que o Parlamento Europeu inclua na sessão plenária desta semana, […]

Eventos

2ª Semana Nacional e 1ª Semana Ibérica sobre Espécies Invasoras (SIEI 2021) – 29 de maio a 6 de junho

No âmbito da 2ª Semana Nacional e 1ª Semana Ibérica sobre Espécies Invasoras (SIEI 2021), a decorrer de 29 de maio a 6 de junho, a Escola Superior Agrária do Politécnico de Coimbra […]

Nacional

Todo o país unido para tornar agricultura e florestas resilientes às alterações climáticas

Já foi formalmente constituído o Centro Nacional de Competências para as Alterações Climáticas do Setor Agroflorestal (CNCACSA). Agricultores, investigadores e entidades da tutela unem-se em torno de uma estratégia comum para adaptar a agricultura e as florestas às alterações climáticas e mitigar os seus efeitos. […]