Videovigilância reforça prevenção na região oeste

Videovigilância reforça prevenção na região oeste

A Região Oeste vai ter mais cinco torres de videovigilância e deteção automática de incêndios florestais, inseridas no Sistema CICLOPE, que cobre atualmente cerca de 1,3 milhões de hectares do território de Portugal continental, com vista a localizar e avaliar a progressão dos incêndios florestais em tempo útil.

No total, a região ficará com 12 TVAD (Torres de Vigilância e Aquisição de Dados), inseridas no Projeto Sistemas Integrados de Videovigilância Para a Prevenção de Incêndios Florestais, numa parceria com a Guarda Nacional Republicana (GNR) e a ANEPC – Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil.

As imagens destas infraestruturas de vigilância podem ser vistas e as câmaras operadas a partir dos Centros de Controlo e Gestão dos Comandos Distritais da GNR de Leiria e de Lisboa, bem como a partir dos Comandos Distritais de Operações de Socorro de Leiria e Lisboa, sendo que também os Serviços Municipais de Proteção Civil podem ter acesso às imagens.

Os cinco novos equipamentos – que permitem efetuar observações diurnas e noturnas – estão a ser instalados nos concelhos de Nazaré, Caldas da Rainha, Lourinhã, Torres Vedras e Alenquer, num investimento total de 565 800 euros que resulta de uma candidatura da OesteCIM (Comunidade Intermunicipal do Oeste) ao POSEUR – Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos.

O artigo foi publicado originalmente em Produtores Florestais.

Comente este artigo
Anterior ISOBUS: como criar e importar para um terminal eletrónico um mapa de aplicação de adubo a taxa variável (VRA)
Próximo Município de Leiria defende criação de parque tecnológico agroindustrial

Artigos relacionados

Sugeridas

Plantar eucalipto pode dar multas até 37 mil euros

A proposta de lei do Governo, que proíbe acções de arborização com eucalipto, prevê coimas e a possibilidade se serem aplicadas sanções […]

Últimas

Oferta de emprego – Técnico de Produção Animal – Santiago do Cacém

Empresa: SIAS, SA em Ermidas Sado, concelho de Santiago do Cacém […]

Nacional

​Incêndios: Costa diz que as causas profundas nunca serão resolvidas pelo combate

As causas profundas dos incêndios “nunca serão resolvidas” a partir dos meios de combate, afirmou esta segunda-feira o primeiro-ministro, António Costa, […]