Universidade do Porto: Tese de doutoramento apresenta novos conhecimentos sobre a casta Baga

Universidade do Porto: Tese de doutoramento apresenta novos conhecimentos sobre a casta Baga

[Fonte: Universidade do Porto]

Hugo Oliveira e Silva doutorado pela Universidade do Porto

Hugo Oliveira e Silva, doutorado em Ciências Agrárias pela Universidade do Porto, apresentou e defendeu a sua tese “Alternatives to bunch thinning in yield control and its effects on quality of the grapes and wine composition in cv. Baga (Vitis vinifera L.)” em maio de 2018, tornando-se agora pública.

O doutorado decidiu estudar a Baga relativamente à viticultura, composição química e enologia, utilizando o pretexto de sugerir e estudar alternativas à monda de frutos. Globalmente, foram identificados benefícios e consequências de cada técnica utilizada na qualidade e estilos dos vinhos produzidos, impacto das técnicas em contextos de climas e anos diferentes.

Apesar de frequentemente utilizada, a monda de frutos é um processo demorado e custoso, nem sempre com resultados positivos ou previsíveis. Foram sugeridas, como alternativas mais expeditas e menos dispendiosas, os métodos de desfolha precoce à floração, e ‘Double maturation raisonnée’ (técnica similar à secagem dos cachos na vinha).

Do ponto de vista da produção, a desfolha precoce melhorou a qualidade da produção, tanto em concentração de açúcar, avanço de maturação, sanidade dos frutos, isto é, menor incidência de podridão nos cachos, quando comparada com a monda. Foi ainda realizada uma caracterização química dos mostos e vinhos produzidos, focando a parte aromática e precursores de aromas. Um painel de técnicos participou na descrição dos aromas mais comuns na Baga, valorizando também a percepção de qualidade/escolha do consumidor, através da prova de todos os vinhos produzidos com os métodos estudados.

A tese de doutoramento encontra-se publicada no link https://repositorioaberto.
up.pt/handle/10216/118281 e disponível na biblioteca da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto.

Sobre Hugo de Oliveira e Silva
Hugo de Oliveira e Silva licenciou-se em Química em 2001. Nessa altura, desenvolveu um método rápido de quantificação de ácido tartárico em vinhos, tanto de mesa como fortificados.

Seguiu-se o Mestrado em Química onde estudou a eliminação de pesticidas ao longo da produção de vinhos brancos, na região dos Vinhos Verdes.

Hugo trabalhou durante 3 anos seguintes com a Escola Superior de Biotecnologia, num centro de investigação totalmente dedicado aos vinhos, e com uma grande empresa de vinhos, a Madeira Wine Company. Destacam-se trabalhos no âmbito da produção de Vinho da Madeira, elaboração de provas e análise sensorial, estudo de envelhecimento de vinhos de mesa e vinhos fortificados, determinação da constituição aromática de algumas castas portuguesas.

Ainda na Escola Superior de Biotecnologia, Hugo concluiu a Pós-Graduação de Enologia em 2009. Efectuou trabalhos de vindima na Argentina (Mendoza, 2008), na região do Douro (2008, 2009 e 2010), e na região do Alentejo (2009), passando por funções desde analista, responsável pelo controlo de maturação, trabalhador da adega e enólogo.

Em 2010 criou a HSVinhos, serviços de consultoria em viticultura e enologia, com que colabora com diversos
produtores em Portugal.

Em 2011 começou o seu projecto de produção de vinhos, a Adega Artesanal, iniciando a produção de vinhos na região do Douro (Boango e Ofícios), e alargando para outras regiões mais tarde.

Comente este artigo
Anterior Crédito Agrícola é o Melhor Banco para o Desenvolvimento Agrícola em Portugal
Próximo Las CCAA dejan claro que no quieren derechos históricos en la PAC y sí más ayudas al agricultor profesional

Artigos relacionados

Comunicados

Lumiar é +BIO!

Dia 7 de Julho, a partir das 10 horas, a AGROBIO em cooperação com a Câmara Municipal de Lisboa convidam a conhecer o renovado Mercado do Lumiar + Bio. Trata-se do primeiro mercado biológico diário da cidade de Lisboa, resultado de uma parceria entre o Município, a Junta de Freguesia do Lumiar e a AGROBIO – Associação Portuguesa de Agricultura Biológica. […]

Comunicados

CDS questiona Capoulas Santos por declarações contraditórias sobre o Projeto Tejo

[Fonte: CDS]
O Projeto Tejo, que tem vindo a ser apresentado às diversas forças políticas, sociedade civil e também ao Governo, […]

Sugeridas

Catálogo comum de variedades de espécies hortícolas 2019

CATÁLOGO COMUM DE VARIEDADES DE ESPÉCIES HORTÍCOLAS quinto suplemento à 37.a edição integral (2019/C 274/01) […]