Universidade do Algarve acolhe quarta edição das 24H Agricultura Syngenta

Universidade do Algarve acolhe quarta edição das 24H Agricultura Syngenta

A Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade do Algarve (FCT-UALG) e a Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve, em Faro, vão ser o palco, nos dias 6 e 7 de Abril, da quarta edição das 24H Agricultura Syngenta. As inscrições já estão abertas e a organização conta envolver cerca de 150 estudantes no evento.

Esta «competição formativa» para «futuros engenheiros agrónomos» é organizada pela Associação Portuguesa de Horticultura (APH) – responsável pela orientação científica e pedagógica –, em parceria com a IAAS Portugal – Associação Internacional de Estudantes de Agricultura e Ciências Relacionadas e a empresa de formação experiencial Sfori. Durante 24 horas consecutivas, os participantes têm de resolver provas teóricas e práticas (de campo), abrangendo vários temas – como «qualidade da pulverização, condução e calibração de máquinas e alfaias agrícolas, dimensionamento de sistemas de rega, cálculos diversos para aplicação de factores de produção, planos de gestão empresarial», entre outros.

Nesta edição, o mote será a “Agricultura Circular”. As provas propostas aos participantes «visam aumentar o conhecimento teórico sobre os princípios da Agricultura Circular, contribuir para o contacto directo dos estudantes com projectos/empresas que colocam em prática a Agricultura Circular e incentivar o desenvolvimento de modelos de negócio de Economia Circular aplicada à agricultura».

As 24H Agricultura Syngenta estão abertas a alunos do ensino superior agrário de Portugal e Espanha, sendo também admitidas um máximo de três equipas de estudantes de ensino profissional das áreas de ciências agrárias. O objectivo da iniciativa é «demonstrar as competências exigidas aos profissionais no Mundo moderno», bem como pôr à prova «conhecimentos, atitudes e competências», desta forma «ajudando-os na transição para a vida profissional».

Carlos Guerreiro, vice-presidente da FCT-UALG, afirma que «as 24H Agricultura Syngenta começam a demonstrar a consolidação deste evento, a nível nacional, como uma das principais “actividades extracurriculares” dos estudantes das ciências agrárias». Segundo Carlos Guerreiro, a realização da iniciativa no Algarve significa «o reconhecimento pela APH da importância do sector hortofrutícola da região do Algarve na economia regional e nacional».

Este evento conta com o patrocínio da Syngenta (patrocinador Platina) e da John Deere (patrocinador Ouro) e com o apoio institucional de Cotesi, Galucho, Hubel Agrícola, Hubel Verde, Lipor, Magos Irrigation Systems, Pulverizadores Rocha e Tecniferti.

Notícias relacionadas

O artigo foi publicado originalmente em Revista Frutas Legumes e Flores.

Comente este artigo
Anterior MAFDR: Regadio - Governo aprova mais 3 projetos no distrito de Viseu
Próximo Governo dos Açores reforça cooperação na área da agricultura em Bruxelas

Artigos relacionados

Nacional

Euromontana: 28% da área de utilização agrícola em Portugal localiza-se em montanha

Portugal está em processo de atribuição da Designação Opcional de Qualidade (Optional Quality Term) para os “produtos de montanha”, um título atribuído pelo Euromontana, […]

Últimas

Projeto “Turma Imbatível” do Lidl foca a “viagem” da Pera Rocha do Oeste

O projeto “Turma Imbatível”, que já teve impacto em mais de 70 mil alunos nos últimos oito anos, regressa às escolas num formato inovador. […]

Dossiers

¿A cuánto se pagan las naranjas en origen?



Esta semana en la Lonja de Córdoba los precios de las naranjas repuntaron ligeramente. Las cotizaciones se situaron entre 19-20 céntimos de la Salustiana calidad segunda y los 21-22 céntimos de calidad primera. […]