UMA ESTÓRIA POR TRÁS DA HISTÓRIA – O DIA EM QUE O FACEBOOK DEITOU ABAIXO A BATERIA DO MEU TRATOR…

UMA ESTÓRIA POR TRÁS DA HISTÓRIA – O DIA EM QUE O FACEBOOK DEITOU ABAIXO A BATERIA DO MEU TRATOR…

UMA ESTÓRIA POR TRÁS DA HISTÓRIA – O DIA EM QUE O FACEBOOK DEITOU ABAIXO A BATERIA DO MEU TRATOR 

Entre avarias e sementeiras, terminei exausto o dia em que publiquei a foto do trator e semeador (a mais vista até agora nesta página). E quando estamos cansados, cometemos mais erros!
Ao longo do dia, na solidão e monotonia da sementeira, fui desenhando na cabeça o guião do texto que pensava publicar à noite. Pouco antes de jantar, aproveitei uma paragem e tirei a foto para publicar depois de jantar e antes de mais uma etapa na sementeira (terminei perto da meia noite nesse sábado); Depois de jantar com a família, rapidamente voltei ao trator e liguei a chave para ligar as luzes, que são muitas, para ver como colocar a semente no semeador, e ao ligar a chave liguei o ar condicionado, o semeador… Entretanto, para saber as quantidades a colocar de cada semente, fui ao escritório da vacaria buscar o apontamento com o plano da sementeira e lembrei-me da publicação que queria fazer no facebook e que, pensava eu, demorava dois minutos. Não sei quanto demorou, mas quando voltei ao trator para colocar a semente, já não tinha carga na bateria do trator!
Depois de me zangar comigo próprio e dizer qualquer coisa que não se deve dizer, respirei fundo, fui buscar o trator mais pequeno com os cabos para “dar de mamar” à bateria do grande, deixei alguns minutos o pequeno a trabalhar enquanto abastecia a semente, dei à chave, o trator ligou, respirei de alívio, fechei os capôs e, mais calmo, lembrei-me de tirar esta foto para recordação, enquanto me lembrava que se diz que “o grande nunca pediu ao pequeno”, mas afinal “não há regra sem exceção”…
Lições desta história:
Desligar o trator antes de fazer publicações no facebook!
Nunca devemos sentir-nos inferiores por ser pequenos, ter um trator pequeno, uma “casa de lavoura” pequena… o importante é fazer sempre o que devemos, o melhor que podemos e sabemos. Todos somos importantes!
Quem brilha muito e trabalha pouco não carrega a bateria e acaba a pedir!
E com esta me vou, fiquem bem!

O artigo foi publicado originalmente em Carlos Neves Agricultor.

Comente este artigo
Anterior Nuno Russo: Tecnologia deve fazer a diferença na projeção da agricultura biológica
Próximo Os agricultores são felizes? - José Pena

Artigos relacionados

Últimas

Recursos naturais mundiais terminam amanhã, garante Associação Zero

[Fonte: O Jornal Económico]

O ‘orçamento natural’ dos recursos naturais para o ano de 2019 estão a chegar ao fim. […]

Nacional

Cientistas estudam estratégias para tornar telecomunicações mais resistentes

Investigadores de Coimbra e de Aveiro estão a desenvolver “novos modelos matemáticos e algoritmos” para “aumentar a resiliência das redes de comunicações” […]

Dossiers

Plan Estratégico de la PAC: el MAPA actualiza cronograma y desvela puntos de partida

El Ministerio de Agricultura, Pesca y Alimentación (MAPA) acaba de difundir los textos de partida con los que España trabaja para diseñar su Plan Estratégico de cara a la futura Política Agrícola Común (PAC) post 2020. […]