Uma aventura na Quinta de Paris com leite a preço justo

Uma aventura na Quinta de Paris com leite a preço justo

IMG_20200224_125238.jpg

faire france.JPG

IMG_20200224_144654.jpg

Uma aventura na Quinta de Paris
Eu e o Pedro. Só para ver a feira agrícola no parque de Versailles. Avião – transfer – feira agrícola – transfer – avião de regresso.
O SIA – Salão internacional de agricultura, tem nome agrícola, mas é sobretudo agropecuária, sobretudo pecuária. Tem cereais, vinho, legumes e frutas, mas tem sempre uma vaca em destaque,estrela vip com direito a fotos constantes. “Ideale”, vaca charolesa com 6 anos acompanhada do vitelo mais novo é a protagonista do “Salon” entre 22 de fevereiro e 1 de março de 2020. Mais as outras dezenas de raças bovinas de que os franceses têm enorme orgulho. E as ovelhas, de todas as cores, algumas gordas como aquela companheira da ovelha choné. E cabras. E porcos. Coelhos. Galinhas. Patos. E cavalos de trabalho e de lazer. Burros. Cães e gatos. Camelos e animais exóticos acho que também havia, mas não passei perto. E havia um ringue específico para concursos e demonstrações de cada espécie. Milhares de pessoas à volta e outros milhares a provar os produtos animais. Desde grandes companhias de lacticínios como as gigantes Danone e Lactalis até outras centenas de pequenas empresas de queijos e enchidos.
Na véspera da feira, um jornal francês dizia que os agricultores estão preocupados com as consequências do veganismo porque o seu discurso tem cada vez mais eco na comunicação social, mas as estatísticas dizem que os franceses continuam a comer carne e alimentar-se com outros produtos animais. Confirmo

Leite com sabor a preço justo!
Provei muitos produtos saborosos na feira agrícola de Paris mas nenhum soube tão bem como o “Lait equitable” – leite de preço justo, no stand da cooperativa FaireFrance, oferecido pelo Adrien Lefèvre. 45 cêntimos/litro para o produtor!!!
Em 2019 foram vendidos 12 milhões de litros sob esta marca, uma iniciativa que partiu do colegas franceses da Apli – Associação independente de Produtores de Leite, associada e fundadora do European Milk Board – Conselho Europeu do Leite, onde está agora também a Aprolep. Entre vários produtos, já tinham leite meio gordo UHT. Lançaram agora leite inteiro (leite gordo) com a novidade de ser “leite como antigamente” – não há desnatação, pelo que o teor de gordura do leite vendido acompanha o teor de gordura natural produzido pelas vacas ao longo do ano, sendo mais baixo no Verão e mais alto no Inverno. A FaireFrance tinha na feira um stand próprio e outro stand inserido na cadeia de supermercados Lidl, um dos parceiros desta cooperativa de 500 agricultores. Outro supermercado tinha também em destaque o leite garantido ao produtor a 44 cêntimos, nesse caso com o slogan “Les eleveurs vous dits merci” – “os produtores dizem obrigado”. Outro stand ainda destacava o certificado agri-ético – comércio justo. O presidente do EMB, Erwin Schöpges, explicou o conceito do “leite justo” e a sua experiência na Bélgica quando veio ao Colóquio Nacional do Leite em 2018.
Nem tudo vai bem na produção de leite em França. Também há preços médios e baixos. Estes exemplos são oásis no deserto, mas são muito importantes porque são exemplos concretos e positivos. Gente que puxa para cima e serve para apontarmos o caminho para as nossas associações, cooperativas, indústrias, distribuição e governo: – Estão a ver aqueles preços? É para ali que temos de ir!
#carlosnevesagricultor

O artigo foi publicado originalmente em Carlos Neves Agricultor.

Comente este artigo
Anterior Museu do Alvarinho recebeu mais de 50 mil pessoas em 5 anos
Próximo Previsão de longo prazo - 03 mar. a 29 mar. 2020

Artigos relacionados

Dossiers

Deiba aposta em novo selo “Safe & Green”

A Deiba lançou o selo “Safe & Green”, de forma a realçar o seu compromisso com elevados padrões de sustentabilidade aliados a altos níveis de produtividade. Em comunicado, a empresa […]

Dossiers

Boletim Mensal da Agricultura e Pescas – Dezembro de 2019

As previsões agrícolas, em 30 de novembro, apontam para um aumento na produção de azeitona para azeite (+20%), estimando-se que possa atingir as […]

Nacional

CAL elege nova direcção. Lista liderada por Moçambique tem todos os países da CPLP

A CAL — Câmara Agrícola Lusófona reúne-se em assembleia geral no próximo dia 5 de Dezembro, nas instalações do CEC – […]