UE investe 33 milhões no Alentejo. Lauak vai produzir peças para o Airbus A320

UE investe 33 milhões no Alentejo. Lauak vai produzir peças para o Airbus A320

O Ministério do Planeamento anunciou ter homologado o apoio de fundos comunitários ao investimento de 33 milhões de euros da empresa Lauak, do setor da aeronáutica, em Grândola, no litoral alentejano.

Em comunicado, o Ministério refere que o apoio do programa operacional Compete 2020 “vai contribuir para a implementação de uma nova unidade do setor aeronáutico em Grândola”, no distrito de Setúbal.

Segundo o governo, o cofinanciamento de 7,9 milhões de euros do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional vai “apoiar a criação de 274 novos postos de trabalho, cerca de 70 dos quais altamente qualificados”, e possibilitar exportações no valor anual de 30 milhões de euros.

A Lauak vai produzir em Grândola peças com processos tecnológicos avançados, nomeadamente para o fabrico do Airbus A320. “A economia alentejana reforça, assim, a sua presença num cluster industrial com elevado valor acrescentado, alargando os seus atuais polos geográficos de Évora e Ponte de Sor a novas localizações no território alentejano”, lê-se no comunicado do Ministério do Planeamento.

De acordo com o executivo, o projeto em Grândola, negociado ao abrigo do regime contratual com a AICEP, “soma-se ao lote de 150 milhões de euros de outros investimentos empresariais a realizar no Alentejo aprovados no último concurso geral do SI Inovação”.

O artigo foi publicado originalmente em ECO - fundos comunitários.

Comente este artigo
Anterior O que diz o acordo fechado entre motoristas e patrões?
Próximo Agricultores preocupados com “escalada da crispação” na greve

Artigos relacionados

Nacional

Queijo de Jorge Coelho vence prémio internacional. Empresário dedica galardão aos pastores e às queijeiras

O prémio foi atribuído pela primeira vez a um queijo Serra da Estrela DOP.
A queijaria Vale da Estrela foi reconhecida pelo queijo Serra da Estrela Velho, […]

Comunicados

ANPROMIS manifesta o seu total apoio aos seus colegas do Vale do Mondego e apela ao Ministério da Agricultura para que proceda com a máxima celeridade ao levantamento dos prejuízos causados

A intempérie que se abateu sobre a região do Vale do Mondego na tarde da passada segunda-feira, causou enormes prejuízos numa vasta área de milho, tombando cerca de […]

Últimas

Governo anuncia até ao fim da semana apoios para o sector vitivinícola

O Governo deverá anunciar até ao final da semana um conjunto de medidas para ajudar o setor vitivinícola a enfrentar a crise provocada pela Covid-19, […]