Três bombeiros sofreram ferimentos ligeiros em incêndio

Três bombeiros sofreram ferimentos ligeiros em incêndio

Três bombeiros sofreram ferimentos ligeiros quando combatiam as chamas no incêndio florestal que deflagrou esta segunda-feira à tarde no concelho de Alandroal, distrito de Évora, disse à agência Lusa fonte da Proteção Civil.

A fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Évora adiantou que os três bombeiros foram transportados para o Hospital de Santa Luzia, em Elvas, no distrito de Portalegre, devido a inalação de fumos, não tendo sido indicadas as corporações a que pertencem.

Cerca das 21h48, o incêndio continuava fora de controlo, devastando uma área de pasto e povoamento florestal, sobretudo eucaliptal, não havendo registo de casas em perigo, de acordo com o site da Proteção Civil.

O incêndio, que deflagrou na zona do Monte das Parreiras, entre as localidades de Mina do Bugalho e Rosário, na União das Freguesias de Alandroal, chegou a ter três frentes ativas, adiantou a mesma fonte.

O alerta foi dado às 15h32 e pelas 21h48 estavam envolvidos no combate ao fogo 182 operacionais, apoiados por 59 veículos.

O artigo foi publicado originalmente em Rádio Renascença.

Comente este artigo
Anterior Feira Nacional de Agricultura recebe seminário “Agricultura, mundo rural e estatuto da agricultura familiar”
Próximo Cotações – Aves e Ovos – Informação Semanal – 27 Maio a 2 Junho 2019

Artigos relacionados

Nacional

Madeira vai “equacionar” permanência de meio aéreo para combate a fogos florestais todo o ano

O Governo da Madeira vai “equacionar” a permanência do helicóptero de combate a fogos florestais durante todo o ano na região e não apenas nos meses de verão, […]

Notícias mercados

Cultivo de canábis medicinal sujeito a autorização do Infarmed

O cultivo, fabrico e comércio da canábis para fins medicinais será sujeito a autorização da Autoridade do Medicamento (Infarmed) e deve ser atualizada todos os anos. […]

Nacional

O combate às alterações climáticas: um movimento imparável

Na véspera da Cimeira de Ação Climática da ONU, em setembro, milhões de jovens mobilizaram-se em todo o mundo e disseram aos líderes globais: “Estão a dececionar-nos”. […]