The Navigator Company apela aos mais novos para a preservação da floresta e meio ambiente

The Navigator Company apela aos mais novos para a preservação da floresta e meio ambiente

A The Navigator Company irá estar presente no próximo dia 22 de junho, entre as 10H00 e as 18H00, no Hello Park (Parque da Serafina – Monsanto), para assinalar, junto
dos mais novos, o Dia “Dá a Mão à Floresta”.

O evento conta com a presença do conhecido ator, músico e realizador Paulo Vintém, embaixador do projeto e o principal dinamizador dos vários momentos musicais que
fazem parte desta iniciativa.

Conhecido pelo seu caráter lúdico-pedagógico, o projeto “Dá a Mão à Floresta” visa sensibilizar todas as crianças para a importância da preservação da floresta e do meio ambiente,
dando agora mais um passo importante com a criação de um evento, com entrada gratuita, onde os mais pequenos terão a oportunidade de participar em várias atividades e de se divertir, durante todo o dia e em total sintonia com a natureza.

A pensar nas preferências do público infantil, o projeto “Dá a Mão à Floresta” irá apresentar, pela primeira vez, um momento musical composto por 10 temas originais, no qual todas
as crianças poderão participar através de várias coregrafias. Esta atividade irá decorrer ao longo do dia, durante o período da manhã e da tarde, dando assim a oportunidade para que todos possam participar.

O programa do evento integra, ainda, várias iniciativas relacionadas com a floresta, através das quais os mais novos terão, por exemplo, a experiência de fazer uma corrida pela
floresta, uma escalada e participar numa atividade de arborismo.

Para a The Navigator Company
“é através destes eventos que o projeto pretende aproximar os mais pequenos do universo da floresta, mostrando-lhes tudo o que de fantástico e importante tem para nos oferecer. A consciencialização acontece desde muito cedo e, por isso, o “Dá a Mão à Floresta”
tem como missão sensibilizar para a importância da preservação do meio ambiente, através de atividades lúdico-pedagógicas divertidas que envolvam os mais pequenos e que os incentivem na sua relação com a floresta”.

O artigo foi publicado originalmente em Gazeta Rural.

Comente este artigo
Anterior Tecniferti lança loja online para venda de fertilizantes biológicos
Próximo Isolados e sem comunicações, dois anos depois dos incêndios. "Se o lume voltar, o Estado pode vir tomar conta disto"

Artigos relacionados

Dossiers

Consumo de vinho aumenta durante o confinamento nos EUA

Apesar do encerramento de muitos estabelecimentos locais, os 77 milhões de consumidores regulares de vinho dos Estados Unidos aumentaram […]

Últimas

Investigadores da UC exploram resíduos dos setores florestal e agroalimentar no contexto de biorrefinaria

Uma equipa de investigadores da Universidade de Coimbra (UC) explorou o potencial de valorização de quatro subprodutos dos setores florestal e […]

Últimas

Nuno Russo: “Setor das plantas e flores é importante e tem neste ministério um parceiro”

O Secretário de Estado da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Nuno Russo, esteve, hoje, presente na IPM Essen 2020 (Feira Internacional de […]