(Desas)sossego em 2017 – Editorial de Teresa Silveira + Suplemento Agrovida

(Desas)sossego em 2017 – Editorial de Teresa Silveira + Suplemento Agrovida

“Vivo sempre no presente. O futuro, não o conheço. O passado, já não o tenho”, escreveu Fernando Pessoa no ‘Livro do Desassossego’. (Desas)sossego deve ser o espírito do presente. Ou, se quiserem, sossego com inquietação. É que o otimismo moderado motiva-nos, mas o otimismo exacerbado é dúbio e preguiçoso. Faz-nos descansar no conforto momentâneo das coisas conquistadas e baixar a guarda na luta pelo futuro. E Portugal não pode baixar a guarda, dizia um ex-comissário português na UE, ainda que a propósito de questões de segurança.

Mas a segurança condiciona a economia, cujo crescimento assenta nas cambiantes da conjuntura interna e externa e de cuja prosperidade depende a qualidade de vida dos cidadãos e os bons resultados das empresas.

Por cá, a ‘Geringonça’ aguenta-se, o Presidente elogia o Governo, desdobra-se pelo país e conquista pelos afetos, a dotação do PDR 2020 para este ano subiu 155 milhões de euros, o consumo está em alta – há seis anos que não se gastava tanto em compras de Natal -, o SMN cresceu para 557 euros, a TSU caiu 1,25 pontos percentuais para as empresas, a dívida pública baixou 1.212 milhões para os 243.208 milhões, o Banco de Portugal reviu em alta a projeção de crescimento de 2016 para 1,2% – embora revisse em baixa a de 2017 para 1,4% -, são prorrogados para 2017 vários benefícios fiscais inclusive sobre a capitalização das empresas, o limite mínimo do pagamento especial por conta caiu para 850 euros e é reduzido progressivamente até 2019 mas, atenção!, o rol de boas notícias deve ficar por aqui.

Manda a prudência que sejamos exigentes, que trabalhemos para lá da “gestão do imediato” e que, como disse Marcelo Rebelo de Sousa, em 2017 fixemos “uma estratégia de crescimento económico sustentado”.

→Descarregue aqui o suplemento Agrovida de Janeiro 2017←

 

Comente este artigo
Anterior A agricultura portuguesa teve em 2016 um dos piores resultados económicos da última década e meia - Francisco Avillez
Próximo Workshop FEFAC/IACA sobre Sustentabilidade - Dia 20 de janeiro de 2017 - Instituto Superior de Agronomia

Artigos relacionados

Nacional

Área Demarcada para a Xylella fastidiosa foi redefinida após novas deteções

Na sequência da primeira deteção da presença da bactéria Xylella fastidiosa subsp. multiplex (janeiro 2019) numa sebe ornamental de Lavandula dentata, em Vila Nova de Gaia, […]

Nacional

Marcelo deixa aviso: avançar com regionalização pode ser “erro irreversível”

Presidente da República presidiu à sessão de abertura do XXIV congresso da ANMP

Anti-regionalista convicto, o Presidente da República foi nesta sexta-feira ao congresso da Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP) avisar que começar já […]

Últimas

8.ª AgroSemana 2020 – Feira Agrícola do Norte – 3 a 6 de setembro – Póvoa de Varzim

A AgroSemana – Feira Agrícola do Norte, surge em 2013 com o objetivo ambicioso do Grupo AGROS realizar um grande evento de carácter técnico- […]