Super Bock: pioneira a investir na produção nacional de cevada dística

Super Bock: pioneira a investir na produção nacional de cevada dística

No Dia Internacional da Cerveja, marca presta tributo à categoria em nova campanha

O facto de Super Bock ter sido a primeira marca de cerveja a confiar e a investir em cevada nacional deu o mote para uma nova campanha de comunicação que estreia hoje, coincidindo com o Dia Internacional da Cerveja. Celebra a mestria, a arte e a autenticidade com que a marca produz uma das bebidas mais apreciadas em Portugal e no mundo.

Tal como a efeméride, que tem como objetivo mostrar a união entre todos os que estão ligados a este universo e apreciam a melhor experiência cervejeira, também esta campanha digital presta uma homenagem à origem da Super Bock – nomeadamente aos agricultores que semeiam e colhem a cevada dística usada na sua produção – até a quem a saboreia – os consumidores, em diferentes momentos de convívio.

Por isso, é uma campanha composta por vários “ingredientes” (conteúdos) que vão sendo desvendados, de forma faseada, nas redes sociais da Super Bock, em Facebook e Instagram. Já hoje fica disponível o primeiro vídeo com o testemunho de um dos agricultores com os quais a Super Bock desenvolve parcerias para obter a melhor cerveja.

Também serão reveladas, ou recordadas, algumas curiosidades como o nascimento da Maltibérica nos anos 90, o primeiro projeto a promover uma fileira da cevada dística para malte em Portugal e a apostar no potencial dos agricultores portugueses; ou o lançamento, em 2006, da Super Bock Mini, que marcou a história do mercado cervejeiro em Portugal, já que foi a primeira cerveja a ser produzida com malte proveniente de cevada 100% nacional, das regiões do Alentejo e Ribatejo.

Até hoje, a Super Bock mantém as parcerias com a Maltibérica, com agricultores nacionais e diversas entidades científicas, no sentido de continuar a desenvolver o projeto de estímulo e incentivo à produção de cevada dística em Portugal. O objetivo é incluir mais matéria-prima nacional, nomeadamente cevada exclusivamente portuguesa, no fabrico das suas cervejas e ajudar ao desenvolvimento social e económico.

Comente este artigo
Anterior Julho de 2020 foi o mais quente dos últimos 90 anos (desde 1931).
Próximo Uma vida ensarilhada de revolta e sofrimento de quem o governo se recusa a satisfazer reclamações

Artigos relacionados

Nacional

Governo quer um projecto de transformação digital por ministério

Segundo as Grandes Opções do Plano (GOP), o executivo pretende ainda promover a bioeconomia circular, apostando na evolução do perfil de descarbonização da agricultura, […]

Candidaturas e pagamentos

Agricultura: Governo apoia rebanhos para prevenir fogos

[Fonte: Reconquista]
No distrito de Castelo Branco há cerca de 60 freguesias elegíveis a estes apoios.
O Ministério da Agricultura vai disponibilizar cinco milhões de euros para projetos de gestão de combustível florestal com recurso à pastorícia, […]

Últimas

Webinar: O Impacto da Redução de Aplicação de Produtos Fitofarmacêuticos na Produção Vegetal – 14 de abril

A ANIPLA – Associação Nacional da Indústria para a Proteção das Plantas, organiza, no próximo dia 14 de abril, às 10h, um debate online dedicado ao tema “Impacto da Redução de Aplicação […]