Sidra da Madeira – Indicação Geográfica Protegida: nova Consulta Pública

Sidra da Madeira – Indicação Geográfica Protegida: nova Consulta Pública

A APSRAM – Associação dos Produtores de Sidra da Região Autónoma da Madeira requereu o registo da denominação «Sidra da Madeira» como Indicação Geográfica Protegida (IGP), ao abrigo dos regimes de qualidade dos produtos agrícolas e géneros alimentícios da União Europeia (UE). Este pedido de registo foi apresentado à Comissão Europeia em 14 de outubro de 2020, tendo sido registado com a referência PGI-PT-02641.

No âmbito dos procedimentos normais destes processos, em carta datada de 17/06/2021, os serviços da Comissão solicitaram a clarificação de algumas questões que exigiram a alteração do conteúdo do caderno de especificações inicialmente apresentado e do correspondente documento único, pelo que, para garantir a maior divulgação das alterações introduzidas, se torna público que se encontra aberto, pelo prazo de 10 (dez) dias úteis, a contar da data de publicação do Aviso no JORAM, o novo procedimento de oposição nacional.

Qualquer pessoa singular ou coletiva com interesse legítimo nesta produção, pode consultar o caderno de especificações revisto que instrói o pedido, a ser publicado oportunamente na página eletrónica da Secretaria Regional de Agricultura e Desenvolvimento Rural – Direção Regional de Agricultura e Desenvolvimento Rural (SRA/DRA), em https://www.madeira.gov.pt/sra, sendo que as declarações de oposição, devidamente fundamentadas, devem ser remetidas por correio, sob registo, em envelope dirigido ao Diretor Regional de Agricultura e Desenvolvimento Rural, para a Avenida Arriaga, n.º 21-A, 3.º, 9000-060 Funchal, valendo como data da apresentação do respetivo registo ou podem também ser entregues nos serviços da SRA/DRA, durante o período normal de atendimento ao público, mediante agendamento prévio, valendo como data da apresentação a da respetiva entrega.

O artigo foi publicado originalmente em DICAs.

Comente este artigo
Anterior Portugal tem menos produção biológica mas utiliza menos fertilizantes
Próximo Agricultura evidenciou resiliência não vista noutros setores em 2020 - INE

Artigos relacionados

Últimas

Webinar: Sustainable use of pesticides – 5 de outubro

A Comissão Europeia organiza o terceiro evento sobre o Uso Sustentável de Produtos Fitofarmacêuticos no próximo dia 5 de outubro […]

Últimas

Prevenção da Fitóftora: do Viveiro ao Montado

Inserido no programa da FICOR – Feira Internacional da Cortiça,  irá decorrer no dia 1 de junho, das 9h50 às 10h50, […]

Nacional

Investigador garante que Açores possuíram cerca de 40 unidades de transformação de chá

O responsável pela obra “História do Chá em São Miguel (século XIX)”, que resulta de uma tese de doutoramento, salvaguarda que os Açores “nunca possuíram grandes unidades de transformação”, […]