Serviços dos ecossistemas vão ser remunerados

Serviços dos ecossistemas vão ser remunerados

Já foi publicada (30 de julho) em Diário da República a resolução do Conselho de Ministros que aprova a primeira fase do Programa de Remuneração dos Serviços dos Ecossistemas em Espaços Rurais, uma iniciativa que tem como objetivo promover a biodiversidade dos territórios.

A primeira fase do Programa de Remuneração dos Serviços dos Ecossistemas em Espaços Rurais, agora aprovada, tem como objetivo desenvolver, entre 2019 e 2038, um modelo de remuneração aos proprietários dos serviços prestados pelos ecossistemas, mediante a adoção de medidas que permitam restaurar, valorizar, e proteger a biodiversidade nas áreas definidas.

Em Conselho de Ministros ficou definida uma dotação orçamental no valor de 3, 7 milhões de euros, sendo que os encargos não podem exceder, em cada ano económico, os seguintes montantes:

  • 2019: 504 365,00 euros;
  • 2020: 1 080 064,00 euros;
  • 2021: 111 653,00 euros;
  • 2022: 200 262,00 euros;
  • 2023 e anos seguintes até 2037: 111 653,00 por ano;
  • 2038: 166 566,00 euros.

Em Diário da República pode ler-se que a nova política de remuneração dos serviços dos ecossistemas em espaços rurais “apoia-se no reconhecimento dos muitos contributos importantes que estes espaços podem fornecer para o bem-estar da sociedade, numa perspetiva de longo prazo, não valorizados pelo mercado, tais como o controlo da erosão, o sequestro de carbono, a regulação do ciclo hidrológico, a conservação da biodiversidade, a redução da suscetibilidade ao fogo e a melhoria da qualidade da paisagem.”

Consulte a resolução do Conselho de Ministros aqui.

O artigo foi publicado originalmente em Vida Rural.

Comente este artigo
Anterior Brasil desenvolve tomate para vencer o desafio das altas temperaturas
Próximo Parlamento insta Governo a declarar estado de emergência climática

Artigos relacionados

Suplementos

AgroVida agosto – Vinho com bom senso – Editorial de Teresa Silveira

Receio que estejamos paulatinamente a construir um estado policial em Portugal, ao invés de trabalharmos com afinco desde o berço numa cultura de educação e de civismo. […]

Comunicados

Governo adota novas medidas de mitigação dos efeitos da seca na Agricultura

Estão abertas até 30 de abril as candidaturas ao Pedido Único de 2018.
Tendo em conta os efeitos da seca e dos incêndios sobre a atividade agrícola, […]

Nacional

H2020 – Desafio societal Bioeconomia (DS2)

Estão a decorrer até ao próximo dia 13 de Fevereiro os concursos 2018 do Desafio Societal 2. Bioeconomia [concursos single-stage (CSA e IA) e concursos two-stage (RIA)]. […]