Seminário sobre valorização do Fumeiro de Montalegre para os agentes da fileira

Seminário sobre valorização do Fumeiro de Montalegre para os agentes da fileira

No âmbito do Projeto Fumeiro de Montalegre – Cooperar para Competir e Desenvolver, decorrerá no próximo dia 30 de maio, entre as 10h00 e as 17h00, no Pavilhão Multiusos de Montalegre, o “Seminário: Valorização do Fumeiro de Montalegre”. A sessão é gratuita e destina-se a agentes da fileira do fumeiro de Montalegre.

Neste seminário o painel de oradores será constituído pelo Eng.º João Santos Silva, da Direção-Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural (DGADR) que irá apresentar as “Especificidades da produção de Fumeiro em Montalegre”. Seguir-se-à Armand Touzanne, que irá apresentar a Associação Porco Preto Bigorre Louey, em específico a comunicação e comercialização do Presunto. A apresentação da “Casa do Presunto de Montalegre” ficará a cargo do Dr. David Teixeira, Vice-Presidente da Câmara Municipal de Montalegre e José Luís Nogueira, Presidente do Conselho de Administração do Matadouro Regional do Barroso e Alto Tâmega. Para fechar o painel, conta-se com a presença do Professor Luís Tibério, da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) que fará a apresentação do Plano Estratégico do Fumeiro de Montalegre.
Como moderador da sessão estará presente o Professor Alberto Moreira Baptista da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), que para além da direção da sessão irá também promover um espaço de reservado ao debate em “Mesa Redonda” que terá como convidados o Secretário de Estado da Agricultura e Alimentação, um representante da CCDR-N, e o Presidente da Câmara Municipal de Montalegre.
O projeto Fumeiro de Montalegre – Cooperar para Competir e Desenvolver, promovido pela Associação dos Produtores de Fumeiro da Terra Fria Barrosã, decorre de uma candidatura aprovada ao Sistema de Incentivos às Ações Coletivas, do Norte 2020 e estará em curso até julho de 2019, no Município de Montalegre. Sumariamente Tem por objetivo capacitar e dinamizar a fileira do fumeiro de Montalegre, com vista a criar um ambiente profícuo de coopetição (cooperação/competição) entre os diferentes agentes que contribua para a promoção da competitividade e sustentabilidade da fileira e do território.

Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em Voz do Campo .

Anterior Listéria na indústria alimentar em Seminário
Próximo Estudantes de Engenharia Florestal organizam Workshop sobre Caça

Artigos relacionados

Nacional

Para assinalar o Dia Mundial do Leite 2019 há 50 crianças que vão conhecer uma vacaria

O dia mundial do leite é comemorado a 1 de junho. A data foi escolhida em 2001 pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO/ONU), […]

Sugeridas

Governo declara seca “severa e extrema” em concelhos de oito distritos

Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural aponta baixos índices de precipitação e disponibilidades hídricas consideravelmente abaixo das médias de armazenamento. […]

Nacional

Hidro Ibérica e Agromillora reforçam parceria com aposta no olival e amendoal

A Hidro Ibérica — Estudo e Montagem de Regas e a espanhola Agromillora, depois de 4 anos de trabalho conjunto, deram um passo conjunto, […]