Seca de 2017 pode repetir-se. Depende do que acontecer em abril

Seca de 2017 pode repetir-se. Depende do que acontecer em abril

A seca está a acontecer, mas depende do que acontecer na primavera não acontecer o mesmo que em 2017. Eduardo Oliveira e Sousa, presidente da CAP, pede, por isso, medidas e que se pense no problema a longo prazo.

A situação na agricultura ainda não está completamente perdida. Depende do que acontecer agora na primavera.
Eduardo Oliveira e Sousa, presidente da CAP, diz que se em abril chover abundantemente os efeitos podem ser minimizados, caso contrario, adianta em entrevista à Antena1 e ao Jornal de Negócios, a situação será idêntica à vivida em 2017.

Vai já pedindo ao Governo que tome medidas preventivas, e que esteja já a agilizar autorizações administrativas para libertar as pastagens e antecipar ajudas diretas.Mas Eduardo Oliveira e Sousa lamenta que se olhe para a questão da seca de forma casuística e que não se trabalhe num plano de longo prazo. Ao contrário do que seria desejável, não há qualquer comissão a trabalhar no impacto nas alterações climáticas.

Eduardo Oliveira e Sousa, presidente da CAP, é o entrevistado da Conversa Capital, da Antena 1 e Negócios, programa que é emitido pela emissora radiofónica no domingo às 13 horas e que pode ser lida no Negócios impresso na segunda-feira e no site para assinantes.

Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em Jornal de Negócios.

Anterior ¿Más recortes para la PAC?: La UE avanza en el presupuesto del euro entre el temor a ralentización y el Brexit
Próximo Los precios del porcino de capa blanca siguen disparados

Artigos relacionados

Nacional

Frutórbel – Frutas inicia construção no MARL de nova plataforma logística

A 17 de Julho, a Frutórbel – Frutas deu início às obras de construção da sua nova plataforma logística. Situada no Mercado Abastecedor da Região de Lisboa (MARL), […]

Nacional

Portugal já desistiu da alta-velocidade, mas Bruxelas não

“Esperamos pelo momento em que Lisboa e Madrid estejam ligados por um comboio de alta velocidade. Está planeado há décadas“, desabafa o diretor da DG Regio. […]

Últimas

Tetra Pak torna-se pioneira na utilização de polímeros de origem vegetal certificados

A Tetra Pak é a primeira empresa na Indústria Alimentar e de Bebidas a produzir embalagens com polímeros de origem vegetal totalmente rastreáveis, […]