SAPEC AGRO apresenta novo posicionamento com renovação de marca

SAPEC AGRO apresenta novo posicionamento com renovação de marca

A partir do dia de hoje, 28 de novembro, a SAPEC AGRO assume oficialmente a marca ASCENZA, surgindo no mercado com um posicionamento e imagem renovados.

O CEO da empresa, Eric van Innis, justifica: “Queremos tornar-nos uma referência no sector da proteção de culturas, e, para o alcançar, estamos a reforçar a nossa presença internacional, a investir em recursos humanos multidisciplinares, e a apostar em investigação e desenvolvimento para oferecer soluções agrícolas off patent de qualidade.”

O nome ASCENZA, na opinião do mesmo responsável, traduz esse novo posicionamento: “ASCENZA deriva da palavra de origem latina ascendere que significa ascender, crescer, elevar-se. Consideramos que esta é o ponto de partida: a nova marca espelha evolução, amadurecimento do negócio e projeto de expansão.”

Neste novo posicionamento, a empresa pretende acentuar os valores que a definem: proximidade, compromisso, empatia e agilidade. Para Eric van Innis, “esta mudança de paradigma representa um crescimento que apenas é possível por todo o empenho de mais de 50 anos.”

O novo logótipo teve como inspiração a floresta mediterrânica conhecida pela sua estabilidade e renovação. A ASCENZA ambiciona ser distinguida da mesma forma: um símbolo de estabilidade e constante renovação ao serviço dos aos clientes e à agricultura.

Presente em Portugal há cerca de 50 anos, a SAPEC AGRO, agora ASCENZA, destaca-se desde os anos 60 na área da proteção de culturas, sendo líder ibérico no segmento dos genéricos diferenciados com presença crescente nos mercados do sul da europa e Brasil.

Registando um forte crescimento, mais de 70% do que é produzido nas unidades fabris e laboratoriais de Setúbal destina-se à exportação. A empresa é ainda um dos maiores empregadores da região de Setúbal, com mais de 400 colaboradores, dos quais mais de 30% são altamente qualificados. O volume de negócios da empresa cresceu de 75 milhões de euros para 145 milhões de euros nos últimos dez anos. A empresa foi adquirida pela BRIDGEPOINT CAPITAL S.A., em 2017, um passo que permite assegurar o crescimento sustentado da empresa nos próximos anos.

Comente este artigo
Anterior Simpósio ANIPLA 2018 - 27 de novembro - Coimbra
Próximo CELPA assina protocolo com APA e DGE no âmbito de novo projecto de educação ambiental

Artigos relacionados

Sugeridas

Organizações sectoriais têm medo da nossa participação no CAR Alqueva

Os 22 Blocos de Rega do Perímetro do EFMA, no seguimento da carta aberta enviada ao Sr. Ministro da Agricultura e em resposta às organizações sectoriais que sobre ela se prenunciaram, […]

Últimas

Margens multifuncionais aumentam em 130% as populações de insetos benéficos nos campos agrícolas

O projeto europeu “Operation Pollinator” demonstra que é
possível aumentar o número de insetos auxiliares nas explorações agrícolas graças
à instalação de margens multifuncionais em apenas 5% da área agrícola. […]

Últimas

Campanha 2017 – Calendários indicativos de pagamentos

Já se encontram disponíveis, para consulta, os calendários indicativos de pagamentos do Continente e Regiões Autónomas da Madeira e dos Açores, […]