SAPEC AGRO apresenta novo posicionamento com renovação de marca

SAPEC AGRO apresenta novo posicionamento com renovação de marca

A partir do dia de hoje, 28 de novembro, a SAPEC AGRO assume oficialmente a marca ASCENZA, surgindo no mercado com um posicionamento e imagem renovados.

O CEO da empresa, Eric van Innis, justifica: “Queremos tornar-nos uma referência no sector da proteção de culturas, e, para o alcançar, estamos a reforçar a nossa presença internacional, a investir em recursos humanos multidisciplinares, e a apostar em investigação e desenvolvimento para oferecer soluções agrícolas off patent de qualidade.”

O nome ASCENZA, na opinião do mesmo responsável, traduz esse novo posicionamento: “ASCENZA deriva da palavra de origem latina ascendere que significa ascender, crescer, elevar-se. Consideramos que esta é o ponto de partida: a nova marca espelha evolução, amadurecimento do negócio e projeto de expansão.”

Neste novo posicionamento, a empresa pretende acentuar os valores que a definem: proximidade, compromisso, empatia e agilidade. Para Eric van Innis, “esta mudança de paradigma representa um crescimento que apenas é possível por todo o empenho de mais de 50 anos.”

O novo logótipo teve como inspiração a floresta mediterrânica conhecida pela sua estabilidade e renovação. A ASCENZA ambiciona ser distinguida da mesma forma: um símbolo de estabilidade e constante renovação ao serviço dos aos clientes e à agricultura.

Presente em Portugal há cerca de 50 anos, a SAPEC AGRO, agora ASCENZA, destaca-se desde os anos 60 na área da proteção de culturas, sendo líder ibérico no segmento dos genéricos diferenciados com presença crescente nos mercados do sul da europa e Brasil.

Registando um forte crescimento, mais de 70% do que é produzido nas unidades fabris e laboratoriais de Setúbal destina-se à exportação. A empresa é ainda um dos maiores empregadores da região de Setúbal, com mais de 400 colaboradores, dos quais mais de 30% são altamente qualificados. O volume de negócios da empresa cresceu de 75 milhões de euros para 145 milhões de euros nos últimos dez anos. A empresa foi adquirida pela BRIDGEPOINT CAPITAL S.A., em 2017, um passo que permite assegurar o crescimento sustentado da empresa nos próximos anos.

Comente este artigo
Anterior Simpósio ANIPLA 2018 - 27 de novembro - Coimbra
Próximo CELPA assina protocolo com APA e DGE no âmbito de novo projecto de educação ambiental

Artigos relacionados

Notícias Inovação

Herdade do Freixo do Meio: “Aldeia solar” vai nascer em Montemor-o-Novo

Projeto de eficiência energética da Boa Energia poupa 19.600€/ano à Herdade do Freixo do Meio
A Boa Energia juntou-se à Herdade do Freixo do Meio, […]

Comunicados

Agricultores  afetados  pelos incêndios 

Os agricultores e produtores florestais afetados pelos incêndios entre Julho e  Outubro de 2017 consideram insuficientes, e mesmo desadequadas, as medidas de apoio (umas avançadas  e outras anunciadas) pelo Governo, […]

Nacional

Protoloco de colaboração técnico-científica dinamiza Posto Apícola

A Federação Nacional dos Apicultores de Portugal (FNAP) e o Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária (INIAV) assinam, a 13 de Julho, […]