Saiba quem são os dez arguidos que vão a julgamento no caso de Pedrógão

Saiba quem são os dez arguidos que vão a julgamento no caso de Pedrógão

Vão a julgamento dez arguidos. Saiba quem são e os crimes que lhe são imputados: 

Subdirector da área comercial da EDP, José Geria:

  • 63 crimes de homicídio por negligência
  • 44 crimes de ofensa à integridade física por negligência. O Ministério Público considerava 14 graves e o juiz só qualifica desta forma 12

Subdirector da área de manutenção da zona Centro da EDP, Casimiro Pedro:

  • 63 crimes de homicídio por negligência
  • 44 crimes de ofensa à integridade física por negligência. O Ministério Público considerava 14 graves e o juiz só qualifica desta forma 12

Comandante dos bombeiros de Pedrógão Grande, Augusto Arnaut:

  • 63 crimes de homicídio por negligência
  • 44 crimes de ofensa à integridade física por negligência. O Ministério Público considerava 14 graves e o juiz só qualifica desta forma 12

Membro da Comissão Executiva da Ascendi Pinhal Interior com o pelouro de Operação e Manutenção, José Revés:

  • 34 crimes de homicídio por negligência
  • 7 crimes de ofensa à integridade física por negligência, 5 dos quais graves

Responsável pela Direcção de Operação e Manutenção da Ascendi Pinhal Interior, António Berardinelli:

  • 34 crimes de homicídio por negligência
  • 7 crimes de ofensa à integridade física por negligência, 5 dos quais graves

Responsável pelo Centro de Assistência e Manutenção da Ascendi Pinhal, Rogério Mota:

  • 34 crimes de homicídio por negligência
  • 7 crimes de ofensa à integridade física por negligência, 5 dos quais graves

Ex-presidente do município de Castanheira de Pêra, Fernando Lopes:

  • 10 crimes de homicídio por negligência
  • 1 crime de ofensa à integridade física por negligência

Presidente da Câmara de Pedrógão Grande, Valdemar Alves

  • 7 crimes de homicídio por negligência
  • 4 crimes de ofensa à integridade física por negligência. O Ministério Público considerava 2 destes graves, mas o juiz só qualifica 2 desta forma

Engenheira florestal Margarida Gonçalves, a única a integrar o Gabinete Técnico Florestal do município de Pedrógão Grande:

  • 7 crimes de homicídio por negligência
  • 4 crimes de ofensa à integridade física por negligência. O Ministério Público considerava 3 destes graves, mas o juiz só qualifica 2 desta forma

Presidente da Câmara de Figueiró dos Vinhos, Jorge Abreu:

  • 2 crimes de homicídio por negligência
  • 1 crime de ofensa à integridade física por negligência grave

Não vão a julgamento:

Antigo comandante distrital de Leiria da Autoridade Nacional de Protecção Civil, Sérgio Gomes, que estava acusado de:

  • 63 crimes de homicídio por negligência
  • 44 crimes de ofensa à integridade física por negligência, 14 dos quais graves

Segundo comandante distrital de Leiria da Autoridade Nacional de Protecção Civil, Mário Cerol, que estava acusado de:

  • 63 crimes de homicídio por negligência
  • 44 crimes de ofensa à integridade física por negligência, 14 dos quais graves

Ex-vice-presidente da Câmara de Pedrógão Grande, José Graça, que estava acusado de:

  • 7 crimes de homicídio por negligência
  • 4 crimes de ofensa à integridade física por negligência, 3 dos quais graves

O artigo foi publicado originalmente em Público.

Comente este artigo
Anterior Pedrógão: Quem são os dez arguidos que vão ser julgados pelas 66 mortes
Próximo COTHN e AlgarOrange fazem balanço da campanha dos citrinos em Loulé

Artigos relacionados

Últimas

É oficial: Barragem do Pisão avança no Alto Alentejo aproveitando as águas da Ribeira de Seda

O Governo determinou hoje, 7 de Junho, o início dos trabalhos com vista à concretização do empreendimento de fins múltiplos “Barragem do Pisão”, […]

Nacional

Estudo sugere que a Agricultura intensiva é menos poluente?

Os campos agrícolas que se rotulam mais amigos do ambiente, necessitam de mais terra e podem provocam maiores custos ambientais do que uma agricultura de elevada produtividade – intensiva. […]

Conservação

Aprovado projeto de valorização e conservação dos recursos florestais na Macaronésia

A Comissão Europeia aprovou o projeto de valorização e conservação dos Recursos Florestais na Macaronésia – VALCONMAC II, que nos Açores terá […]