Rui Amendoeira representa associação industrial angolana

Rui Amendoeira representa associação industrial angolana

O advogado luso-angolano Rui Amendoeira desenvolve a sua actividade profissional em ambos os países há quase 30 anos e por isso é conhecedor da realidade empresarial e económica de Angola e Portugal. Tem ampla experiência na assessoria ao sector petrolífero, área em que se tem especializado e em que a sua intervenção é reconhecida nacional e internacionalmente.

Com esta iniciativa, a AIA passa a ter uma presença mais efectiva junto do mercado português, dispondo de uma plataforma de contacto em Portugal junto das empresas e empresários portugueses que tenham relações económicas e financeiras naquele país e invistam ou pretendam investir no mercado angolano.

Esta representação visa igualmente apoiar as empresas e empresários angolanos que invistam e desenvolvam actividade no mercado português e que pretendam encontrar apoios institucionais, financeiros e outros que contribuam para o seu desenvolvimento.

Num momento em que existe um aprofundamento das relações empresariais e económicas entre Portugal e Angola, a AIA dá mais um passo no sentido de concretizar a sua missão de apoiar o empresariado angolano no investimento exterior, e promover o investimento estrangeiro em Angola.

No seu dinamismo a AIA lançou agora um Centro de Resolução de Conflitos em apoio ao sistema judicial para que contribua para um melhor Ambiente de Negócios, o que importa muito aos empresários portugueses e angolanos e desenvolvimento de Angola

A representação da AIA está sedeada em Lisboa, na Avenida Engenheiro Duarte Pacheco, Torre 1, 2º Piso, Sala 5 (Complexo Amoreiras).

Com esta iniciativa, a AIA passa a ter uma presença mais efectiva junto do mercado português

O artigo foi publicado originalmente em ECO - fundos comunitários.

Comente este artigo
Anterior Incêndio quase dominado em Barcelos
Próximo Incêndio já queimou 40 hectares em parque natural da Galiza

Artigos relacionados

Nacional

​Incêndios: Costa diz que as causas profundas nunca serão resolvidas pelo combate

As causas profundas dos incêndios “nunca serão resolvidas” a partir dos meios de combate, afirmou esta segunda-feira o primeiro-ministro, António Costa, […]

Últimas

Vasco Cordeiro participa no Comité das Regiões que analisa futuro da Política Agrícola Comum

O Presidente do Governo participa, quarta e quinta-feira, em Bruxelas, na reunião plenária do Comité das Regiões que, entre outros temas, […]

Últimas

CANCELADO – ACOS solidária com Cimeira de Acção Climática. Agricultura Con(s)Ciência” é o mote da 37.ª Ovibeja

A ACOS — Associação de Agricultores do Sul solidariza-se com todas as acções em defesa de um planeta mais limpo e sustentável, […]