Região vínica da Bairrada representa Portugal nos Jogos Olímpicos

Região vínica da Bairrada representa Portugal nos Jogos Olímpicos

A Bairrada voltará a ser a região vínica convidada a representar Portugal nos Jogos Olímpicos, cuja 32.ª edição acontece em Tóquio, de 24 de Julho a 09 de Agosto

À semelhança da iniciativa promovida em 2016, a Comissão Vitivinícola da Bairrada (CVB), a Associação Rota da Bairrada (ARB) e o Comité Olímpico de Portugal (COP) voltaram, este ano, a formalizar uma parceria que visa a criação de uma edição especial, composta por espumante, branco e tinto.

Um trio com a chancela Bairrada que seguirá com a comitiva para o “País do Sol Nascente”, mas que também será comercializado em Portugal.

Pedro Soares, presidente da CVB, e Jorge Sampaio, presidente da Rota da Bairrada, assumem que a renovação deste protocolo deixa a Bairrada bastante satisfeita e reforçam que “é um orgulho podermos associar aquilo que é a promoção dos nossos produtos endógenos a uma marca como a do Comité Olímpico de Portugal”.

“A missão Olímpica Portuguesa vai apresentar em Tóquio o melhor que o país tem, em vários sectores, nomeadamente no cultural e comercial. Esta parceria com a região vitivinícola da Bairrada é um pretexto e uma oportunidade para mostrarmos o que de melhor o país produz nesta área.”, afirma José Manuel Constantino, presidente do COP. Ao mesmo tempo, este empenho conjunto é uma forma de elevar o valor de marca da região além fronteiras.

Além de Pedro Soares, Jorge Sampaio e José Manuel Constantino, esteve presente na cerimónia de assinatura do contrato de parceria Silvério Regalado, presidente da Câmara Municipal de Vagos, que apadrinhou este ato solene.

O artigo foi publicado originalmente em Voz do Campo.

Comente este artigo
Anterior Governo quer barragem no rio Ocreza para controlar caudais do Tejo
Próximo Argentina aposta em vinho em lata para concorrer com cerveja

Artigos relacionados

Comunicados

Uniões de OPP preocupadas com decisões sobre o futuro da saúde e bem-estar animal baseadas na mediatização e não em fundamentação técnica e científica

As Uniões de Organizações de Produtores Pecuários (OPP) de todo o País, responsáveis pela execução no terreno do Plano Nacional de Saúde Animal, […]

Últimas

Há uma centena de estrangeiros interessados em investir no património português

O apetite dos investidores pelo património imobiliário nacional está a crescer. No âmbito do Revive, programa que dá uma segunda vida a património devoluto, […]

Últimas

Técnico do ICNF foi pago para aprovar projetos agrícolas

Ministério Público acusa de crimes de corrupção funcionário do Parque Natural do Sudoeste Alentejano, que obteve vantagens ilícitas de 477 mil euros. […]