Pedidos de Qualificação em Portugal vs Bruxelas

Pedidos de Qualificação em Portugal vs Bruxelas

Pedidos de Qualificação em Portugal

Ao contrário de muitos países da Europa, Ásia, África e América, onde a Propriedade Intelectual é vista como uma ferramenta indispensável para o desenvolvimento rural, para o crescimento económico das regiões, para a criação de emprego sólido e para o comércio internacional, em Portugal, como se pode constatar abaixo, a utilização dos sistemas europeus de qualificação dos produtos agrícolas e agro-alimentares em geral decresce a olhos vistos e a todos nos empobrece – económica e culturalmente.

A falta de vontade administrativa em fazer avançar os processos de qualificação, a qualifica avança com a Marca Colectiva de Associação e com os nossos CRITÉRIOS para QUALIFICAÇÂO de Produtos Tradicionais, de Queijos Tradicionais, de Doçaria Conventual, de Doçaria Popular, de Pratos Gastronómicos, de unidades produtivas e comerciais (incluindo restaurantes e similares e lojas electrónicas) e de Feiras e Exposições.

A MCA (marca colectiva de associação) é um sinal determinado pertencente a uma associação de pessoas singulares ou colectivas, cujos membros o usam, ou têm intenção de usar, para produtos ou serviços relacionados com o objecto da associação.

A marca de certificação é de natureza completamente diferente já que é um sinal determinado pertencente a uma pessoa colectiva que controla os produtos ou os serviços ou estabelece normas a que estes devem obedecer.

No caso da QUALIFICA / oriGIn Portugal, temos critérios bem conhecidos para qualificar produtos tradicionais em geral, mas também para qualificar queijos, doçaria popular, doçaria conventual e pratos gastronómicos.
São já vários os pedidos de uso da MCA da QUALIFICA / oriGIn Portugal. Estão em análise e brevemente será emitido parecer sobre o assunto.
Entretanto, CONHEÇA AQUI alguns dos produtos que, cumprindo os critérios de Qualificação para Produto Tradicional podem já ostentar a Marca Colectiva da Associação QUALIFICA / oriGIN Portugal.

Pedidos de Qualificação em Bruxelas

Conheça AQUI os pedidos de Qualificação apresentados em Janeiro, designadamente: quais os Países; quais os produtos e qual o tipo de Qualificação solicitada.

PUBLICAÇÕES PARA OPOSIÇÃO EM JANEIRO 2018

Saiba quais foram as PUBLICAÇÕES PARA OPOSIÇÃO apresentadas

DECISÕES EM JANEIRO 2018

Conheça AQUI os produtos cujos nomes foram QUALIFICADOS em Janeiro.

Comente este artigo
Anterior Ligação entre barragens nos planos do Governo
Próximo CNA na Reunião de Reunião de Alto Nível sobre Agricultura Familiar e Desenvolvimento Sustentável na CPLP

Artigos relacionados

Comunicados

Axial Pro: nova solução herbicida Syngenta para trigo e cevada

A Syngenta apresenta nova formulação do Axial, um herbicida para controlo das infestantes de folha estreita em trigo e cevada. O Axial Pro é mais robusto e simples de aplicar, sem necessidade de adição de molhante.
A Syngenta reuniu cerca de 60 agricultores e técnicos na sede da EDIA, […]

Últimas

Cartas ao director

[Fonte: Público]
Corrupção na Força Aérea

É bem conhecido o caso de sobrefacturação de despesas de alimentação em algumas unidades da Força Aérea (FAP). Foram detidos alguns elementos em Novembro de 2016 e outro grupo mais recentemente. Na realidade, a FAP tinha conhecimento do problema há […]

Nacional

Cadaval debate trabalho agrícola, recursos hídricos e fitofármacos

[Fonte: Agricultura e Mar]
O cineauditório Valentina de Abreu, no Cadaval, vai receber uma sessão de esclarecimento acerca de temáticas de âmbito rural, na próxima terça-feira, 28 de Março, pelas 14h30. A sessão vai abordar o que mudou, em termos legais, quanto a trabalho agrícola, […]