Pedidos de Qualificação em Portugal vs Bruxelas

Pedidos de Qualificação em Portugal vs Bruxelas

Pedidos de Qualificação em Portugal

Ao contrário de muitos países da Europa, Ásia, África e América, onde a Propriedade Intelectual é vista como uma ferramenta indispensável para o desenvolvimento rural, para o crescimento económico das regiões, para a criação de emprego sólido e para o comércio internacional, em Portugal, como se pode constatar abaixo, a utilização dos sistemas europeus de qualificação dos produtos agrícolas e agro-alimentares em geral decresce a olhos vistos e a todos nos empobrece – económica e culturalmente.

A falta de vontade administrativa em fazer avançar os processos de qualificação, a qualifica avança com a Marca Colectiva de Associação e com os nossos CRITÉRIOS para QUALIFICAÇÂO de Produtos Tradicionais, de Queijos Tradicionais, de Doçaria Conventual, de Doçaria Popular, de Pratos Gastronómicos, de unidades produtivas e comerciais (incluindo restaurantes e similares e lojas electrónicas) e de Feiras e Exposições.

A MCA (marca colectiva de associação) é um sinal determinado pertencente a uma associação de pessoas singulares ou colectivas, cujos membros o usam, ou têm intenção de usar, para produtos ou serviços relacionados com o objecto da associação.

A marca de certificação é de natureza completamente diferente já que é um sinal determinado pertencente a uma pessoa colectiva que controla os produtos ou os serviços ou estabelece normas a que estes devem obedecer.

No caso da QUALIFICA / oriGIn Portugal, temos critérios bem conhecidos para qualificar produtos tradicionais em geral, mas também para qualificar queijos, doçaria popular, doçaria conventual e pratos gastronómicos.
São já vários os pedidos de uso da MCA da QUALIFICA / oriGIn Portugal. Estão em análise e brevemente será emitido parecer sobre o assunto.
Entretanto, CONHEÇA AQUI alguns dos produtos que, cumprindo os critérios de Qualificação para Produto Tradicional podem já ostentar a Marca Colectiva da Associação QUALIFICA / oriGIN Portugal.

Pedidos de Qualificação em Bruxelas

Conheça AQUI os pedidos de Qualificação apresentados em Janeiro, designadamente: quais os Países; quais os produtos e qual o tipo de Qualificação solicitada.

PUBLICAÇÕES PARA OPOSIÇÃO EM JANEIRO 2018

Saiba quais foram as PUBLICAÇÕES PARA OPOSIÇÃO apresentadas

DECISÕES EM JANEIRO 2018

Conheça AQUI os produtos cujos nomes foram QUALIFICADOS em Janeiro.

Comente este artigo
Anterior Ajudas setor do Tomate - Estatísticas
Próximo CNA na Reunião de Reunião de Alto Nível sobre Agricultura Familiar e Desenvolvimento Sustentável na CPLP

Artigos relacionados

Sugeridas

Portugal reforça alerta contra peste suína africana. “Seria um grande desastre para as exportações”, admite ministro

[Fonte: Público]

Ministro da Agricultura admite: “se tivermos a infelicidade da doença entrar aqui isso vai-nos impedir de exportar, o que pode provocar um desastre muito grande”.

A vigilância nos matadouros e a fiscalização a produtos de caça comercializados com a restauração vão ser reforçadas para prevenir a peste suína africana, […]

Nacional

Ministro da Economia admite “nova fase do ciclo económico” com abrandamento mundial

[Fonte: ECO]

O Governo admite que a economia portuguesa vai entrar numa “nova fase do ciclo económico” em resultado do abrandamento da procura mundial. O Executivo afasta a ideia de uma contração do PIB, acredita que Portugal vai continuar a crescer mais que a média da União Europeia, […]

Comunicados

APREN celebra o Dia Nacional da Água no IST

Debater a importância que a hidroeletricidade tem para o equilíbrio do setor elétrico em Portugal – tanto na gestão diária como na segurança de abastecimento a longo prazo – e a sua contribuição para a autonomia energética do nosso país, é o tema central do encontro que a APREN – […]