Projecto Germinar leva jovens com deficiência a trabalhar nas vinhas

Projecto Germinar leva jovens com deficiência a trabalhar nas vinhas

[Fonte: Revista Frutas Legumes e Flores]

Com o objectivo de promover a integração social de jovens e adultos com dificuldade intelectual e de desenvolvimento, nasceu o projecto Germinar, que passa pela integração dos utentes da Delegação de Valença da APPACDM – Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental, no trabalho na vinha de forma a promover o seu desenvolvimento pessoal, profissional e emocional sempre em função das competências ajustadas a cada perfil de integração.

Trata-se de um projecto social encabeçado pelo Clube de Produtores de Monovarietais do Vinho Verde, promovido pelo Soalheiro, desafiado por um casal produtor de uvas que integra o Club de Produtores – a exploração vitícola L’Campo.

O motor central do projecto é António Matos, que para além de produtor de uvas é também técnico superior de Serviço Social e está a fazer o acompanhamento in loco dos jovens que já iniciaram o trabalho nas vinhas.

«O meio laboral é um grande veículo, catalizador da participação social, onde nos podemos sentir integrados como fazendo parte de algo, co-construtores da sociedade/realidade e de nós mesmos, um lugar onde pode emergir o sentimento de autorrealização», defende o gestor da iniciativa, salientando que «este projecto quer fazer germinar este sentimento nas pessoas».

A expectativa é, em breve, desenvolver um produto que possa autossustentar economicamente esta parceria. Pretende-se uma participação colaborante da sociedade, não numa lógica de caridade, mas numa lógica de reconhecimento da qualidade do produto produzido com a participação destas pessoas, que de outra forma não teriam essa possibilidade.

Projeto Germinar (5)

Para a directora da APPACDM – Centro de Valença, Helena Pereira, «este projecto é uma oportunidade de contribuir para o desenvolvimento de um conjunto de competências inerentes ao trabalho feito diariamente na instituição.  Capacitar para o exercício da autodeterminação destes jovens, principalmente focando um sector tradicional da nossa região, fará certamente a diferença no seu futuro». E reforça: «Um vinho que tenha no seu rótulo a génese do trabalho destes jovens, ao ser servido, vai despertar consciências para a igualdade de oportunidades e capacidades e, acima de tudo, consciencializar para a contributo laboral válido que podem dar».

Mas o desafio lançado não fica pelo trabalho na vinha. Os utentes da instituição irão ainda conceber o rótulo e a caixa para o produto final. «O que vamos dar é a energia inicial e ceder a estrutura. A nossa energia é o nosso trabalho. Queremos que o projecto cresça e possa em breve integrar mais gente. É uma obrigação das empresas partilhar o que corre bem com a sociedade. O apoio social deve ser algo inerente à política de desenvolvimento sustentável», afirmam os produtores do Soalheiro.

Comente este artigo

O artigo Projecto Germinar leva jovens com deficiência a trabalhar nas vinhas foi publicado originalmente em Revista Frutas Legumes e Flores.

Anterior Cotações – Cereais – Informação Semanal – 11 a 17 Março 2019
Próximo É na agricultura que mais nascem novas empresas

Artigos relacionados

Nacional

Vinhos e turismo. Há uma nova licenciatura na Universidade de Évora

[Fonte: Rádio Renascença]

Enologia é a nova licenciatura que arranca no próximo ano letivo, na Universidade de Évora (UE). O anúncio foi feito esta semana pela instituição, que destaca as suas “condições únicas” para o ensino ligado à produção e à […]

Últimas

Incêndios: Ministro assegura inexistência de duplicação de fundos no apoio

[Fonte: SAPO 24]

Nelson de Souza foi chamado à Comissão dos Assuntos Europeus pelo PSD, que queria saber como e onde têm sido utilizados os 50,6 milhões de euros (ME) atribuídos através do Fundo de Solidariedade da União Europeia (FSUC) para ajudar na reconstrução pelos incêndios de junho e de outubro de 2017, […]

Últimas

Crise hídrica em Portugal já é um cenário real

[Fonte: O Jornal Económico]

Um verão com precipitação muito escassa poderá conduzir facilmente Portugal, de uma situação confortável, para situações de escassez de água “alguma severidade”, alertam os especialistas consultados pelo Jornal Económico.
De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), […]