Produtores querem que preço mínimo do leite ascenda a 37 cêntimos em 2019

Produtores querem que preço mínimo do leite ascenda a 37 cêntimos em 2019

[Fonte: Jornal de Negócios]

A Associação dos Produtores de Leite de Portugal (Aprolep) defendeu esta quinta-feira que o preço mínimo do leite pago aos produtores deve ascender a 37 cêntimos em 2019, aproximando-se do custo de produção, para colmatar as dificuldades do sector.
“Desafiámos a indústria a transformar e a valorizar mais o leite para reduzir importações […]. E desafiámos a distribuição a seguir o exemplo que adoptou na França e negociar com a indústria transformadora para assegurar aos produtores um preço mínimo de 37 cêntimos”, disse, em comunicado, a direção da Aprolep.

De acordo com os dados do Observatório Europeu do Leite, avançados pela associação, em Outubro, o preço médio do leite fixou-se em 31,1 cêntimos por quilo, cinco cêntimos abaixo do preço médio na União Europeia, enquanto o custo de produção mantém-se superior a 37 cêntimos.

Os produtores desafiaram também o Governo a “avaliar o resultado da rotulagem da origem do leite para verificar porque não chegou ainda valor acrescentado aos produtores e a bater-se a nível europeu por um mercado responsável que impeça futuras crises de excesso de produção”.

Em causa está o aumento da procura do leite, as ajudas da Política Agrícola Comum (PAC) que não compensam a diferença entre o preço e custo de produção, a perda de produtores e a “falta de visão e falta de ambição” no sector.

“Assistimos [em 2018] à implementação da rotulagem da origem do leite, mas ainda não vimos o resultado dessa opção no rendimento dos agricultores. Sentimos um aumento da procura de leite por parte das grandes superfícies comerciais que procuram garantir o abastecimento regular das suas lojas com leite nacional, respondendo assim à preferência dos consumidores, mas continuámos durante todo o ano com preços abaixo dos custos de produção e da média europeia”, afirmou.

A Aprolep indicou ainda que, face às dificuldades do sector, os agricultores têm adiado investimentos e não retiram “um salário digno e compensador do trabalho necessário para o cultivo dos campos” e para o cuidado dos animais.

“A cada ano que passa Portugal perde produtores. Em Agosto já só éramos 4.578, menos 200 que [no período homólogo]. O abandono é mais significativo no continente, onde o número de produtores passou a ser inferior ao número de produtores açorianos desde Fevereiro”, acrescentou.

Segundo a Aprolep, as famílias que resistem têm “cada vez mais dificuldade” em encontrar mão-de-obra para trabalhar no sector e “a situação irá agravar-se à medida que os salários sobem, muito justamente, enquanto o preço do leite ao produtor continua injustamente congelado”.

Em 12 de Dezembro, o ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Capoulas Santos, vincou, no parlamento, que o preço do leite pago ao produtor manteve-se estável até Outubro, podendo aumentar com a abertura de novos mercados.

Comente este artigo

O artigo Produtores querem que preço mínimo do leite ascenda a 37 cêntimos em 2019 foi publicado originalmente em Jornal de Negócios.

Anterior APROLEP: Desafio 2019 – Aumentar o preço do leite ao produtor
Próximo Juntos por los Bosques denuncia la marginación de los espacios forestales en la PAC

Artigos relacionados

Nacional

Crédito Agrícola organiza debates sobre modernização da agricultura

[Fonte: Revista Frutas Legumes e Flores]

“Fóruns de Modernização da Agricultura” é uma iniciativa que o Crédito Agrícola promove em Maio e Junho, em parceria com a Associação dos Jovens Agricultores de Portugal (AJAP) e da AgroInsider. Estes fóruns consistem em «sessões temáticas sobre a modernização da agricultura e os novos desafios da Política Agrícola Comum pós-2020», […]

Cotações ES

Se para la tendencia alcista en los precios del pollo

[Fonte: Agropopular – Cotações]

La repetición de precios en las distinas tablillas del pollo ha sido generalizada en todas las lonjas y mercados nacionales parándose la tendencia alcista que se había registrado hasta ahora.
Se podría considerar la semana como una jornada típica de las fechas, […]

Nacional

Barragens do Caia, Lucefecit e Vigia com níveis preocupantes de armazenamento

[Fonte: Rádio Campanário] No último dia do mês de Julho de 2019 e comparativamente ao último dia do mês anterior verificou-se uma descida no volume armazenado em todas as bacias hidrográficas monitorizadas.

Das 59 albufeiras monitorizadas, 8 apresentam disponibilidades hídricas superiores a 80% do volume total e 12 têm disponibilidades inferiores a 40% do volume total. […]