Produtores de milho apresentam montra tecnológica e medidas de estímulo da biodiversidade

Produtores de milho apresentam montra tecnológica e medidas de estímulo da biodiversidade

Os produtores de milho, representados pela ANPROMIS, reconhecem que se vive no setor dos cereais uma das crises mais sérias dos últimos anos, e defendem que é urgente e prioritário que o Ministério da Agricultura acautele a execução das medidas previstas na Estratégia Nacional da Promoção da Produção de Cereais, aprovada em Conselho de Ministros, em Julho de 2018.

«Esta Estratégia contribuirá para assegurar a nossa soberania alimentar, é urgente pôr em prática as medidas estruturantes que vão ajudar a aumentar o grau de auto-aprovisionamento de cereais em Portugal», apelou o presidente da ANPROMIS, Jorge Neves, durante o Dia de Campo InovMilho, realizado hoje na Estação Experimental António Teixeira, em Coruche.

Recorde-se que a Estratégia integra um conjunto de 17 medidas prioritárias e ações concretas para que Portugal consiga, até 2022, um grau de autoaprovisionamento em cereais de 38%, que no caso da cultura do milho deverá ser de 50%.

O InovMilho-Centro Nacional de Competências das Culturas do Milho e Sorgo congrega os esforços dos produtores de milho, da indústria, do poder local e do sistema técnico-científico nacional para alavancar o desenvolvimento da fileira nacional do milho. Assume um papel preponderante na disseminação de conhecimento aos produtores de milho, nomeadamente, através da organização de dias de campo e ações de formação (14 realizadas desde 2018).

«O InovMilho é bom exemplo de inovação e conhecimento na agricultura e mostra que este é o caminho para combater o abandono do mundo rural e contribuir para o rejuvenescimento do setor agrícola. O que é feito neste centro é muito o que queremos fazer com a Rede de Inovação no âmbito da Estratégia para a Inovação da Agricultura 20|30», afirmou a Ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, que dedicou a manhã a participar no Dia de Campo InovMilho.

As empresas parceiras do InovMilho divulgaram as novidades testadas no pivot de milho instalado na Estação Experimental António Teixeira e foram divulgados os resultados de projetos de I&D aplicados à cultura do milho, visando a maior eficiência do uso da água e a preservação da saúde do solo (AquaSave); o aumento da produtividade por hectare através da aplicação dos fatores de produção com tecnologias de precisão (InovTechAgro) e a conservação e estímulo da biodiversidade nos ecossistemas agrícolas (CAEA AGRI, Operation Pollinator e SHOWCASing).

Comente este artigo
Anterior Confederações, sindicatos e médicos contra desmantelamento do Ministério da Agricultura
Próximo Centenas de leitões mortos num incêndio numa pecuária em Ferreira do Alentejo

Artigos relacionados

Últimas

La almendra Largueta se ha revalorizado más del 50% en un año

A lo largo de la semana, los precios en almendra continuaron subiendo. Mercamurcia anotó incrementos de entre 6 y 18 céntimos en todas las variedades, […]

Dossiers

Sessão Informativa “Boas Práticas na Gestão do Sobreiro – Podas e limpezas” – 7 de fevereiro – Odemira

Uma iniciativa 2BForest que conta com a colaboração do Instituto da Conservação da Natureza e Biodiversidade e da Junta de Freguesia […]

Ofertas

Oferta de emprego – Engenheiro Agrónomo ou Alimentar – Aveiro

• Licenciatura em Engenharia Agro-Alimentar ou Agrónoma
• Com experiência do ramo; […]