Produção de leite nos Açores estabilizou no primeiro trimestre

Produção de leite nos Açores estabilizou no primeiro trimestre

A produção de leite nos Açores “praticamente estabilizou nos 157 milhões de litros, comparando a produção do primeiro trimestre deste ano com igual período de 2018”, anunciou a Secretaria Regional da Agricultura e Florestas.

Tanto em 2018 como em 2019, este foi o valor total da produção no primeiro trimestre.

Uma nota do executivo açoriano enviada às redações indica que no primeiro trimestre de 2018 se tinha registado um aumento da produção de 4,7 milhões de litros de leite, ou seja, 3,1%, face ao período homólogo de 2017.

Flores (-21,5%), Pico (-11,6%) e Terceira (-3,4%) foram as ilhas onde ocorreram as maiores reduções da produção no primeiro trimestre de 2019, comparando com o mesmo período de 2018, em contraponto com São Jorge (+5,8%) e São Miguel (+1,9%), onde se registaram crescimentos na produção, acrescenta a mesma nota.

A Secretaria Regional da Agricultura sublinha que a produção de leite nos Açores está bem estruturada e “tem evoluído sem paralelo, quer em quantidade, quer em qualidade, daí que, nos últimos quatro anos, apesar dos limites impostos à produção por algumas indústrias”, tenha havido “um crescimento na produção de 9,3%, enquanto a produtividade média, no mesmo período, aumentou 18%”.

O executivo dos Açores frisa que estes indicadores “são o resultado do esforço e da experiência acumulada dos produtores de leite, da aposta na melhoria genética, das boas condições naturais e dos investimentos que têm sido feitos na modernização das explorações”.

Na atual legislatura, que se iniciou em novembro de 2016, já foram aprovados mais de três centenas de projetos de modernização de explorações de produção de leite, num investimento de 35 milhões de euros, e cerca de sete dezenas de projetos de primeira instalação de bovinicultura de leite, adianta ainda.

Fonte: Sapo.pt

Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em Gazeta Rural.

Anterior Extinção sem precedentes. Há um milhão de espécies em risco por causa dos humanos
Próximo Vitacress vai testar o uso de algas como fertilizante orgânico

Artigos relacionados

Últimas

AICEP: Miranda & Irmão eleita Melhor PME Exportadora

Com mais de 60 anos de história, a fabricante de componentes para bicicletas foi a premiada como Melhor PME Exportadora.
“Este prémio é […]

Últimas

“Agricultura tem tido pouco lugar no Parlamento”

O presidente da CAP lamenta o que diz ser a falta de conhecimento técnico no Parlamento sobre os assuntos da agricultura. […]

Eventos

Port wine day 2017 – 1 a 10 de Setembro 2017 – Douro, Porto e Nova Iorque de

O Instituto dos Vinhos do Douro e Porto, I.P. (IVDP) comemora o Dia do Vinho do Porto com programa de 1 a 10 de setembro que culmina com a Sunset Party, […]