Previsão trimestral Março – Maio 2020

Previsão trimestral Março – Maio 2020

– Previsão trimestral para PORTUGAL CONTINENTAL –

A previsão trimestral para Março – Maio indica que as condições de circulação atmosférica e oceânicas serão favoráveis à presença de eventos de bloqueio anticiclónico nas latitudes mais elevadas, ora sobre o Atlântico norte ora mais a leste sobre a Europa.
Nas nossas latitudes as condições serão marcadas pela evolução de ondulações da corrente de jato, que vão resultar em mais variabilidade.

Esperamos que em Março se mantenha um padrão não muito diferente de Janeiro e Fevereiro, com períodos de tempo seco e ameno e alguns dias intervalados com influencia de uma circulação perturbada que trará chuva em especial ao norte e centro, com tempo mais seco no sul.

Em Abril e Maio os padrões de circulação apontam para maiores probabilidades de incursão de perturbações sobre o território e de forma mais abrangente de norte a sul.
Esperamos assim uma maior probabilidade de precipitação acima da média em todas as regiões, com possibilidade de situações de tempo adverso com trovoadas.

No que toca ás temperaturas não há um sinal claro, esperam-se valores globais próximos ao normal ou um pouco acima, mas realçamos a tendência para forte variabilidade, ou seja, semanas de tempo mais quente que o normal intercaladas com semanas de tempo mais frio que o normal.
Abril é o mês que apresenta uma tendência estatística mais fria enquanto que Março apresente maiores tendências de anomalias quentes.

Dado que os padrões a longo prazo estão particularmente complexos e difíceis de prever, aconselhamos todos a irem seguindo as nossas atualizações.
Para aconselhamento mais detalhado convidamos os interessados a contactarem diretamente os nossos técnicos por email via [email protected] .

O artigo foi publicado originalmente em BestWeather.

Veja a previsão do tempo e a melhor altura para pulverizar na nossa página de Meteorologia powered by Syngenta.

Comente este artigo
Anterior Encontro internacional sobre fitossanidade, organizado pela AESaVe e Phytoma em Espanha - 1 e 2 de abril
Próximo Açores e Madeira defendem manutenção de apoios europeus a regiões ultraperiféricas

Artigos relacionados

Notícias apoios

Agricultores de Castelo Branco considera insuficiente o prolongar do PU até 15 de maio

Após a forte pressão da Associação Distrital dos Agricultores de Castelo Branco, o Conselho Diretivo do IFAP decidiu prolongar a campanha de subsídios ao Pedido Único (PU) até ao próximo dia 15 de maio. […]

Últimas

Fundo Ambiental com receitas de 570 milhões em 2020

O ministro do Ambiente disse no Parlamento que a execução orçamental do Fundo Ambiental no ano passado foi de 99,9%. […]

Nacional

Agribusiness 2019 recebe número recorde de compradores internacionais

Nunca o Agribusiness, evento dedicado à promoção dos produtos do Ribatejo, reuniu, em simultâneo, tantos compradores internacionais para conhecerem a oferta da região. […]