Presidente do INIAV: “Desafios que temos pela frente são muito grandes mas também constituem grandes oportunidades”

Presidente do INIAV: “Desafios que temos pela frente são muito grandes mas também constituem grandes oportunidades”

“Portugal será dos países da União Europeia mais atingido pelas alterações climáticas. Vamos ter de produzir alimentos num contexto em que vamos ter fenómenos mais extremos e mais pragas e doenças nas plantas e animais. Isso torna o desafio maior”, apontou Nuno Canada.

O presidente do Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária (INIAV), Nuno Canada, aplaudiu as “visões diferentes dos vários ângulos que compõem a área da agricultura, alimentar e agroalimentar” apresentadas durante a conferência que decorreu esta quarta-feira, 24 de março, com o tema “Conhecimento e inovação na década da transição digital”, organizada pela Lusomorango e Universidade Católica Portuguesa, no qual o Jornal Económico é media partner.

Nuno Canada, na parte final da conferência, apontou os tempos de mudança que o sector agroalimentar está a viver, no qual a “incorporação, conhecimento, tecnologia, inovação e transição digital são fundamentais para a sobrevivência do sector, porque percebemos que os desafios que temos pela frente são muito grandes mas também constituem grandes oportunidades”.

“Em termos da componente agrícolas, mas ter de produzir mais alimentos em muito maior quantidade que estamos a produzir agora. Em simultâneo, vamos precisar de encontrar estratégias

Continue a ler este artigo no Jornal Económico.

Comente este artigo
Anterior O que é “agricultura intensiva”? Parlamento quer regras
Próximo Veterinary drug residues: compliance still high

Artigos relacionados

Últimas

Espaço Visual: AgroB Business School EV lança curso sobre agricultura de precisão

A AgroB Business School EV, escola de formação profissional da Espaço Visual — Consultores de Engenharia Agronómica, vai arrancar no dia 3 de […]

Últimas

Incêndio em Aljezur continua com duas frentes ativas e com vento a dificultar

O incêndio florestal que deflagrou esta sexta-feira em Aljezur continua a lavrar com duas frentes ativas e o vento é a principal dificuldade que as […]

Nacional

Arcebispo de Évora receia “dimensão catastrófica do interior”

O arcebispo de Évora pediu esta quarta-feira um “tratamento específico positivo” para o interior que não quer ser “considerado como um peso, […]