Precisamos de falar (I)

Precisamos de falar (I)

Deixei o Pedro na escola e demorei-me a tratar de alguns assuntos na “Bila” (sim, a gente só está 20 kms a norte do Porto, portanto😉). Tocou o telemóvel, era o motorista da entrega de ração que precisava que lhe abrissem o portão. Quando cheguei, já a ração estava descarregada no silo do robô de ordenha e a guia de remessa assinada. Entretanto outro camião🚛 chegou com outra encomenda e barrou a saída durante alguns minutos. Quer um café? Tenho a máquina de  no escritório da vacaria para estas situações e por causa da história do frasco das pedras e do café, se não conhecem eu um dia conto. Aceitou, assim já não precisava parar na área de serviço. Enquanto a máquina aquece e o café arrefece há uns instantes de silêncio que convidam ao diálogo :”Quantos litros de leite dá uma vaca🐄? As vacas dão menos leite quando ficam velhas?” Respondi, fiquei a saber que fazia entregas do Minho ao Mondego. Agradeceu o café, seguiu caminho e eu fiquei a pensar quantos profissionais como este, excelentes profissionais, de quem dependemos, que dependem de nós, que visitam centenas de vacarias por ano e não tendo oportunidade de fazer uma pergunta básica, não sabem como trabalhamos, quanto mais quem está longe, na cidade e nunca entra em nossa casa. Precisamos falar. Com tempo para ouvir e responder.
P. S. 1 – uma vaca leiteira média, em Portugal dá 30 litros de leite por dia. A produção começa após o parto, aumenta nos primeiros 2 meses e depois reduz nos meses seguintes, parando de produzir após 10 ou 11 meses, dois meses antes do parto seguinte.
P. S. 2 – Não é preciso abusar da cafeína, pode ser água, leite, chá …
P. S. 3 – Estreei estas chávenas hoje com um amigo que não via há 30 anos, soube-me mesmo bem.
(continua nos próximos capítulos)

O artigo foi publicado originalmente em Carlos Neves Agricultor.

Comente este artigo
Anterior Os dez pilares do Pacto Ecológico Europeu
Próximo "Para se ter balanços carbónicos positivos, o Alentejo tem de assentar a descarbonização na componente produtiva tecnológica", diz Dir. Reg. Agricultura (c/som)

Artigos relacionados

Comunicados

Floresta: Regime do Manifesto de Corte de Árvores

O Decreto-Lei n.º 31/2020 aprova o regime do manifesto de corte, corte extraordinário, desbaste ou arranque de árvores e da rastreabilidade do […]

Dossiers

Candidaturas ao programa POSEI abrem a 27 de fevereiro

“Estamos, desta forma, a operacionalizar um programa de apoio que é essencial para compensar os agricultores pelos sobrecustos da produção, estimular o crescimento das produções, […]

Nacional

Estas 5 culturas são rentáveis. Veja como produzi-las!

[Fonte: Vida Rural] Está à procura de uma nova cultura para rentabilizar o espaço que tem disponível? Existem algumas culturas de nicho que surpreendentemente são rentáveis e podem ser uma boa opção para pequenos produtores, […]